Brasil

Motorista flagrado com criança sem cadeirinha cometerá infração gravíssima Pesquisa mostra que apenas um terço das mães usa o equipamento de segurança

Adriana Bernardes

Mariana Sacramento

Publicação: 31/08/2010 07:00 Atualização:

Carregar o filho na cadeirinha reduz em até 70% o risco de morte em caso de acidente. Ainda assim, uma pesquisa com mães de cinco capitais brasileiras mostra que apenas 32% das que transportam os filhos em automóveis têm o equipamento de segurança. O percentual é considerado baixo por especialistas mas tende a mudar nos próximos anos, seja porque as pessoas vão se conscientizar de que é mais seguro ou para escapar das punições previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Fernanda morava nos EUA e sempre usou o dispositivo no carro: 'Às vezes em que peguei carona, e tive que carregá-la no colo, me senti insegura' (Breno Fortes/CB/D.A Press
)
Fernanda morava nos EUA e sempre usou o dispositivo no carro: "Às vezes em que peguei carona, e tive que carregá-la no colo, me senti insegura"
As punições para quem desrespeitar a lei começam a ser aplicadas amanhã, quando entram em vigor as regras da Resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O condutor flagrado com criança no banco de trás sem o dispositivo de retenção comete infração gravíssima (1). A funcionária pública Fernanda Nóbrega, 32 anos, diz que não terá problemas com a fiscalização. “Meu filho mais velho já saiu da maternidade no equipamento”, conta. Alexandre, 5, nasceu no estado norte-americano de Washington. Hoje, o bebê conforto é reutilizado pela caçula Maria Eduarda, de três meses. “Às vezes em que peguei carona, e tive que carregá-la no colo, me senti insegura”, conta a moradora do Sudoeste.

Mas já houve quem deixasse para comprar o equipamento na última hora. Ontem, a movimentação nas lojas de artigos infantis era intensa. “As vendas cresceram cerca de 40% nessas duas últimas semanas”, diz a vendedora da loja Júlia Baby, na W3 Sul, Dailane Silva. Em algumas lojas, o estoque estava zerado e havia cliente reclamando dos preços — entre R$ 300 e R$ 1 mil para cadeirinhas.

Michele, com Nicole e Guilherme, usa a cadeirinha no carro, mas nos táxis %u2014 livres da lei %u2014 não é possível (Breno Fortes/CB/D.A Press)
Michele, com Nicole e Guilherme, usa a cadeirinha no carro, mas nos táxis %u2014 livres da lei %u2014 não é possível
O mesmo estudo que revelou o baixo percentual de mães que têm o equipamento detectou também a percepção delas quanto ao risco de transportar seus filhos no carro. A pedido da ONG Criança Segura, foram ouvidas 500 mães das cidades de Curitiba, Brasília, Manaus, Recife e São Paulo, no período de 3 a 23 de março deste ano. Das 340 famílias que não têm a cadeirinha, 67% (227) responderam que a criança não está mais na idade de usar o equipamento, 26% (88) responderam que os filhos são transportados no banco de trás com o cinto de segurança. Entre os argumentos, o valor da cadeirinha foi citado por apenas 4% (13) das mães.

» Leia matéria completa na edição impressa do Correio


A coordenadora nacional da Criança Segura Alessandra Françóia diz que o estudo indicou comportamentos positivos. “Já existe a cultura de que a criança deve andar no banco de trás e isso é muito importante. O estudo também apontou que o motivo pelo qual as mães têm o equipamento é, principalmente, para transportar com segurança”, pontuou. Chama a atenção negativamente o fato de a maior parte das entrevistadas ainda não ter a percepção de que o trânsito é um fator de alto risco e que os acidentes podem ser evitados. “Quase duas crianças, por dia, morrem em acidentes de trânsito porque não estavam protegidas. Elas acham que não vai acontecer com elas e, quando acontece, atribuem a uma fatalidade ou a algo transcendental”, avalia.

O casal de procuradores Michele Bastos, 37 anos, e Francisco Bastos, 43, pais de Nicole, 4, e Guilherme, 1, só transporta os filhos nas cadeirinhas indicadas por lei. Para qualquer saída de carro — independentemente da distância percorrida — os pequenos vão protegidos. A preocupação é nas viagens porque a obrigatoriedade ainda não se aplica aos táxis, por exemplo. “Que dá uma sensação de insegurança dá. Mas não sei como seria para os taxistas se adequarem à lei”, opina a mãe. “O jeito é irem os dois (pai e mãe) atrás para segurar as crianças”, emenda o pai.

Diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Alfredo Peres considera importante que os órgãos estaduais e municipais de trânsito fiscalizem o cumprimento da lei. Ele reconhece que é difícil pela necessidade de abordagem do condutor. “Mas pode-se cobrar o uso da cadeirinha ao mesmo tempo em que se faz a abordagem para coibir o uso de álcool ao volante, a falta de cinto ou conferência de documento para saber se o veículo está em situação regular”, citou. Para Alfredo Peres, as famílias precisam mudar o comportamento. “Da mesma forma que procuram proporcionar segurança para os filhos em todas as ocasiões, também devem fazê-lo na hora de transportá-los. A falta de cinto, da cadeirinha e o uso de álcool estão entre as infrações que mais matam no mundo”, alertou.

1 - Infração gravíssima
Artigo 168 do Código de Trânsito Brasileiro fixa como infração gravíssima transportar criança em veículo automotor sem observar as normas de segurança especiais estabelecidas em lei. Além da multa de R$ 191 e dos sete pontos na carteira, a autoridade de trânsito poderá reter o veículo até que o proprietário regularize a situação.

Esta matéria tem: (20) comentários

Autor: VASCO VASCONCELOS
Essa medida é tão importante quanto o Kit 1º Socorros. O futuro irá dizer quem está lucrando c/ isso.Essa gente só pensa em nossos bolsos.A cada instante inventa uma moda p/ nos extorquir.Veja outro abuso:Concurso de Juiz salário R$ 22 mil taxa R$ 100,00 Caça-Níquel Exame da OAB TAXA R$ 250 (RO)2009 | Denuncie |

Autor: Carioca dc
Fico imaginando quanta propina esses caras ganharam para aprovar uma lei dessas. Quanto dinheiro não rolou dos fabricantes dessas cadeiras!!!.Até o uso de cinto de segurança( pelo motorista) é uma babaquice. Cada um é dono de sua vida. Cambada de manés. | Denuncie |

Autor: Fábio Santos
Depois que todos comprarem as cadeirinhas, aí entra alguma liminar suspendendo! | Denuncie |

Autor: Bruno Nobrega
A pessoa que tem três filhos que compre uma Kombi, ou uma Van. Se o filho do seu vizinho se acidentar, chame o DETRAN. Quem tem três filhos, deixe um em casa. Ônibus nunca se envolve em acidente de trânsito. Não existe arrombamento de carros no DF. Para multar, o DETRAN tem agentes, para trabalhar... | Denuncie |

Autor: Fábio Santos
E agora como farei para passear com meus filhos!!!?? Tenho 3 filhos e o banco de trás de meu veículo não cabe as 3 cadeirinhas!!!! Quem foi o filho da P... que fez essa lei!!!??? | Denuncie |

Autor: Bela Silva
E por acaso EXISTE alguém INTELIGENTE em relação a ELABORAÇÃO DE LEI?Brasil é o PAÍS DAS LEIS e quem as cumpre é somente os mais desprovidos de ADVOGADOS, já viu alguém do ALTO ESCALÃO cumprir alguma?Ou melhor cumprem sim: SABEM COM ESTÁ FALANDO? | Denuncie |

Autor: VASCO VASCONCELOS
AQUI ESTÃO 06(SEIS) BELOS EXEMPLOS DE LIBERDADE DEMOCRÁTICA. 1-FAMIGERADO EXAME OBRIGATÓRIO DA OAB 2-VOTO OBRIGATÓRIO 3-SEGURO OBRIGATÓRIO(DPVAT) 4-SERVIÇO MILITAR OBRIGATÓRIO 5-TESTE DE BAFÔMETRO OBRIGATÓRIO 6-CADEIRINHAS P/CRIANÇAS OBRIGAÓRIAS E AINDA DIZEM QUE ISSO NÃO É DEMOCRACIA .. | Denuncie |

Autor: Bruno Nobrega
Em vez de o governo se preocupar em fechar bocas de fumo, fica multando pais de família. Fechar boca de fumo não rende $$$, multa, sim. Em vez de tapar buracos nas estradas e prender os motoristas embriagados fica perturbando os pais de família. | Denuncie |

Autor: gilson sousa
Ísso é um assalto.Já que o Detran arrecada tanto dinheiro com multas, deveria fornecer as cadeiras como brinde para quem está com cituação regular, dai incentivaria os que estao irregulares a regularizar a cituaçao dos seus veículos automotores. | Denuncie |

Autor: Agnaldo Nunes
Na eminência da lei, sobre as cadeirinhas de crianças, tenho uma dúvida; meus filhos já são todos adolescentes, portanto, não há necessidade da cadeira; eu pergunto, se um dia eu tiver de levar uma criança, por qualquer motivo, a algum lugar, não tenho essa cadeira, eu terei de, obrigatoriamente, com | Denuncie |

Autor: Enéas Filho
O valor da multa está errado!!! Infração Gravíssima = Multa (R$191,54) x Penalidade (3) = R$ 574,72. ai ai ai... | Denuncie |

Autor: henrique gomes
Vocês lembram-se do estojo de pronto socorro? Qué é proibido dirigir e falar ao celular? Parar em fila dupla na porta da escola? | Denuncie |

Autor: henrique gomes
Ao estacionar retire a cadeirinha e leve consigo, estão quebrando o vidro e robando o acessório que passou a ser de uso obrigatório. A PM e o DETRAN já avisaram que vão multar e levar o carro p/ depósito. ARRECADAR SIM, EVITAR ASSALTOS E ROUBOS... | Denuncie |

Autor: henrique gomes
Vai ter PM e agente do DETRAN multando como só visto próximo ao pagamento do 13º dessas categorias, agora, para evitar assaltos, vistoriar as ruas, pintar a faxas e melhorar o sistema de trânsito não tem ninguém. | Denuncie |

Autor: Agnaldo Nunes
O que vejo nesta lei, é apenas o intuito de arrecadar e não de educar. Quem ama o seu filho, não precisa de lei pra protegê-lo. Sejamos mais inteligentes legisladores, Detran...enfim, todos envolvidos nesses órgãos, chamados de segurança pública. | Denuncie |

Autor: henrique gomes
Quer dizer que andar com a criança no ônibus ou taxi, não existe risco? Não que seja contra a cadeirinha, mas esta atitude só fez encarecer o artigo e vai acabar igual ao uso do celular ao dirigir. | Denuncie |

Autor: Agnaldo Nunes
Quando tinha meus filhos nessa idade, não tinha lei me obrigando a usar tal cadeirinha, mas meu bom senso e amor aos meus filhos, me fez acreditar que eles estariam em segurança; portanto, não há necessidade de uma lei como esta; não foi inteligente quem elaborou esta "lei".... | Denuncie |

Autor: Agnaldo Nunes
Se o meu vizinho estiver com o filho em estado grave de saúde e não der tempo de chamar o socorro, eu posso socorrê-lo mesmo sem ter a cadeirinha, ou deixo a criança morrer pra não ser multado pelo Detran? esse órgão se responsabilizará por isso? o que devo, na verdade, é falta do que fazer... | Denuncie |

Autor: Raimundo Souza
E a pessoa que tem 3 filhos ..não va pode mais sair de casa de carro? | Denuncie |

Autor: Agnaldo Nunes
Pergunta: não tenho criança com idade exigida pra uso da cadeirinha, se porventura, eu tiver que dar uma carona ou socorrer uma criança nessa idade, o que devo fazer? se eu tiver que levar uma criança ao parque, mesmo sem ser meu filho, o que devo fazer? levo os mais velhos e deixo o pequeno? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas