Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Presidente do Ipea defende "federalismo social" para desenvolvimento

Agência Brasil

Publicação: 18/09/2012 16:55 Atualização: 18/09/2012 16:59

Rio de Janeiro – O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcelo Neri, defendeu a entrada do país em um novo “federalismo social”, durante a abertura da 1ª Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional (CEDR) Lysia Bernardes, fase fluminense das rodadas preparatórias da 1ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional (CNDR).

Esta “nova fase”, segundo o economista, corresponde à aproximação entre estados e governo federal para atuarem de forma mais integrada, reduzindo a influência de questões partidárias. Para Neri, essas condições são necessárias para a constituição de políticas perenes de desenvolvimento regional.

O evento foi aberto nessa segunda-feira (17/9) e tem atividades previstas até esta quarta. Este ano, a CEDR foi realizada conjuntamente à fase local da Conferência do Desenvolvimento (Code) do Ipea, como tem ocorrido no restante do país, conforme previsto no acordo firmado em abril com o Ministério da Integração Nacional.

A aproximação das políticas federativas também foi defendida como prioritária pelo secretário de Políticas de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional, Sergio Duarte de Castro, que apontou a necessidade de trazer a questão regional para o centro de debates públicos. Segundo ele, a omissão é “responsável por uma das grandes dívidas históricas brasileiras, a disparidade no desenvolvimento regional”.

Leia mais notícias em Brasil

O Rio de Janeiro sedia a sétima etapa estadual da CNDR. As demais ocorrem até o começo de outubro, chegando aos 26 estados e ao Distrito Federal, em eventos conjuntos com a Code. Em novembro se darão as etapas macrorregionais e, na primeira quinzena de dezembro, ocorrerá a conferência nacional, que tem como principal objetivo a criação de uma nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR).

A conferência no Rio de Janeiro homenageia a geógrafa Lysia Bernardes, morta na década de 1990, que pesquisou sobre desenvolvimento regional e planejamento urbano, entre outros temas.
Tags: celular

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.