Brasil
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Menos de 1% dos recursos desviados ilegalmente foram recuperados Especialistas criticam a morosidade da Justiça e a falta de acordos internacionais. O Brasil levou pelo menos uma década para reaver uma pequena parte do montante enviado para contas no exterior por esquemas de corrupção

Adriana Caitano

Publicação: 26/07/2013 08:13 Atualização:

Ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, preso por desvio de verbas da obra do TRT-SP: só R$ 10 milhões foram recuperados (Sebastião Moreira/AE - 24/1/01)
Ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, preso por desvio de verbas da obra do TRT-SP: só R$ 10 milhões foram recuperados

A morosidade da Justiça brasileira e a dificuldade em selar acordos internacionais são apontados como principais entraves à identificação e à recuperação do dinheiro público desviado para outros países em casos de corrupção. O diagnóstico foi feito por autoridades que participaram, ontem, do da comemoração pelos 10 anos da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla). Por causa das dificuldades apontadas, o Brasil levou pelo menos uma década para reaver uma pequena parte dos recursos enviados para contas no exterior por esquemas de corrupção. Desde 2008, quando o primeiro caso foi concluído, apenas R$ 40 milhões foram repatriados e R$ 300 milhões estão bloqueados à espera de decisão judicial. De acordo com o Ministério da Justiça, há cerca de R$ 11 bilhões sob suspeita de terem sido desviados dos cofres públicos para contas em bancos estrangeiros e brasileiros, mas o governo ainda aguarda o resultado das investigações.

Leia mais notícias em Brasil

Quando é detectado um caso de corrupção em que há envio de recursos para outros países, é aberto um processo na Justiça brasileira e, outro, no local para onde seguiu a remessa ilícita. O governo do Brasil costuma contratar escritórios de advocacia do país no qual a verba foi depositada para acionar a Justiça local. Esses processos são facilitados quando há acordos bilaterais específicos de combate à lavagem de dinheiro e à corrupção.

A matéria completa, para assinantes, está disponível aqui. Para assinar o jornal, clique aqui.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Anilton Moccio
E presos quantos estão? Só esse juiz Nicolau? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas