Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Presidente do PT lamenta morte do governador de Sergipe, Marcelo Déda Por meio de nota, o presidente do Senado, Renan Calheiros também lamentou a morte do político

Agência Brasil

Publicação: 02/12/2013 14:17 Atualização:

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, lamentou nesta segunda-feira (2/12) a morte do governador de Sergipe, Marcelo Déda. Em nota, o parlamentar disse que o PT “lamenta profundamente” a morte do governador sergipano, “exemplo de político e homem público”. Também por meio de nota, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), lembrou a morte “precoce” de Déda. Segundo Rui Falcão, Déda deixa “uma herança de competência e honestidade para o povo de Sergipe, estado que o elegeu duas vezes governador”. O presidente petista acrescentou que o ex-prefeito de Aracaju e governador de Sergipe por dois mandatos “nunca se furtou à luta e, desde muito jovem, se destacou por enfrentar as oligarquias conservadoras de seu estado e do Brasil”.

Renan Calheiros disse que Congresso Nacional lamenta a morte do governaor de Sergipe. “Déda foi um grande quadro do PT e um expoente da política nacional, tendo atuado bravamente na discussão dos grandes temas de Sergipe e do Brasil. Homem culto e de personalidade admirável, era dono de um carisma e de uma eloquência cativantes e de uma força notável”, diz trecho da nota. A bancada do PT na Câmara também divulgou nota em que lamenta morte prematura do colega de partido. “Déda era um ser humano ímpar, alegre, bem-humorado, amante da boa música e com uma capacidade enorme para a atividade política e a defesa do interesse público. Homem público exemplar, o PT perde um militante ativo e sempre presente nas atividades partidárias”, diz trecho da nota da bancada petista.

Leia mais notícias em Brasil

Para o governador da Bahia, Jaques Wagner, a morte de Marcelo Déda “deixa uma lacuna muito grande para a política de Sergipe e do Brasil”. Em nota de pesar, o governador baiano diz que o petista foi um “deputado brilhante, prefeito e governador extremamente culto, bem preparado, de uma bela oratória, que ainda tinha na sua juventude muito a contribuir para o povo brasileiro e para o povo sergipano”. Walter Pinheiro (PT-BA), vice-líder do partido no Senado, destacou que o estado de Sergipe perde com a morte de Marcelo Déda. “Sergipe perde o timoneiro [tripulante responsável pela navegação], o PT perde uma das mais brilhantes estrelas.” Em homenagem ao governador de Sergipe, a Câmara dos Deputados fará um minuto de silêncio no início da sessão marcada para as 14h.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.