Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Com alagamentos, Eduardo Paes pede aos cariocas que evitem sair de casa "É melhor ficar em casa ou no escritório do que preso em algum alagamento ou congestionamento", disse o prefeito do Rio

Agência Brasil

Publicação: 11/12/2013 15:57 Atualização: 11/12/2013 16:02

O município do Rio entrou em estágio de alerta, o segundo mais grave em uma escala de quatro níveis, devido à chuva que atinge a cidade (Tomaz Silva/Agência Brasil)
O município do Rio entrou em estágio de alerta, o segundo mais grave em uma escala de quatro níveis, devido à chuva que atinge a cidade

O prefeito Eduardo Paes reconheceu nesta quarta-feira (11/12) que problemas de infraestrutura se refletiram em alagamentos em pontos da cidade. Como exemplo, ele citou as obras em andamento para dar vazão às bacias da Praça da Bandeira, na zona norte, e de Jacarepaguá, na zona oeste. “São desafios que a cidade enfrenta e que temos que administrar”, disse.

Em entrevista nesta manhã no Centro de Operações, gabinete que monitora a situação em toda a cidade, o prefeito disse que a rotina dos cariocas está voltando ao normal ao longo do dia, mas voltou a pedir que as pessoas evitem sair, se não for necessário. “É melhor ficar em casa ou no escritório do que preso em algum alagamento ou congestionamento”.

As chuvas começaram às 2h da manhã e se intensificaram entre 5h e 6h, quando sirenes de alerta foram acionadas em cerca de 30 comunidades com áreas de risco e em pontos importantes e vias da cidade, como a Praça da Bandeira e a Avenida Brasil, que ficaram debaixo d'água. No momento, chove menos, mas a meteorologia não descarta temporais nas próximas horas.

Leia mais notícias em Brasil

Sobre o alagamento na Via do Binário, na zona portuária, inaugurada há cerca de um mês, o prefeito explicou que as obras de drenagem no local ainda estão em fase de conclusão. “Obra dá sempre trabalho, ali ainda vamos sofrer um período de tempo”, declarou. Ele esclareceu que bombas vão ajudar no escoamento da água para liberar o trecho, que liga a zona norte ao centro do Rio.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.