Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Câmara de Comércio Árabe-Brasileira entrega doações a refugiados O comissário-geral da UNRWA, Filippo Grandi, ressaltou que vê isso como uma parceria importante para o auxílio aos palestinos

Agência Brasil

Publicação: 12/12/2013 18:01 Atualização:

Sao Paulo - As doações feitas pelos brasileiros à Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA), da Organização das Nações Unidas (ONU), foram entregues nesta quinta-feira (12/12) pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, responsável pela campanha. Foram arrecadados R$ 124 mil, que serão utilizados para equipar dois centros de saúde com sistemas digitais de atendimento a pacientes, além de proporcionar a aquisição de uma máquina de ultrassonografia para exames pré-natal.

O comissário-geral da UNRWA, Filippo Grandi, ressaltou que vê isso como uma parceria importante para o auxílio aos palestinos. “Vamos conversar com o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, para discutir novas contribuições de alimentos e financeiras. A sociedade civil é essencial para a sociedade brasileira e para nós também, para que nos tornemos mais conhecidos”.

Leia mais notícias em Brasil

De acordo com Grandi, a campanha para auxiliar os palestinos refugiados devido à guerra começou no início de setembro. “Temos meio milhão de palestinos refugiados na Síria, 2 milhões na Palestina sob ocupação israelense, sem contar o meio milhão de crianças em escolas mantidas pela UNRWA”. Ele destacou o valor simbólico da solidariedade que o Brasil está transmitindo com essa atitude.

Vice-presidente de Marketing da Câmara de Comércio-Árabe Brasileira, Riad Younes disse que a campanha foi interessante porque envolveu a emoção. “Quando trouxemos a ideia, conseguimos a aprovação imediata. Nosso objetivo foi abraçado imediatamente pela comunidade brasileira e a comunidade árabe no Brasil. Achamos que ia ser difícil, mas falamos com as pessoas e foi muito bem aceito”.

O vice-diretor da Área de Saúde da UNRWA, Taysser Sabbagh, disse que os recursos obtidos com a campanha serão usados para comprar os computadores que armazenarão dados dos pacientes atendidos, permitindo que o prontuário possa ser acessado de qualquer centro de saúde.

“Tratamos doenças como câncer, diabetes, hipertensão, doenças pulmonares. Estamos começando a tratar doenças mentais provenientes da guerra e também vamos dar atendimento odontológico. São tratamento de longo prazo, por isso é importante ter como acompanhar o paciente”, explicou. Os objetivos da UNRWA incluem ainda a aplicação de vacinas contra doenças que haviam sido quase erradicadas, mas voltaram devido à guerra.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.