Brasil
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Carro concretado na calçada de BH é anunciado e 'vendido' em site O advogado Márcio Drumond, responsável pela caminhonete, afirmou que o caso está na Justiça e que a venda não passa de uma brincadeira de curiosos

João Henrique do Vale - Estado de Minas

Publicação: 13/12/2013 16:31 Atualização: 13/12/2013 17:01

Operários começaram a retirar o concreto na manhã desta sexta-feira (Juliana Gontijo Freire/Divulgação)
Operários começaram a retirar o concreto na manhã desta sexta-feira

O caso da Saveiro que foi concretada na Avenida Barão Homem de Melo, no Bairro Nova Granada, Região Oeste de Belo Horizonte, ganhou mais uma repercussão nesta sexta-feira (13/12). O veículo foi colocado a venda em um site de vendas e, segundo consta na página, foi arrematado por R$ 12 mil. O advogado Márcio Drumond, responsável pela caminhonete, afirmou que o caso está na Justiça e que a venda não passa de uma brincadeira de curiosos.

No anúncio da venda, o internauta descreveu o carro como um Volkswagen Saveiro 1.6 8V Cimento Edition. A página, até as 15h20, já havia sido visualizada por mais de 11,9 mil pessoas. “Isso é uma brincadeira de algúem que não tem o que fazer. Várias pessoas também colocaram cartazes no carro. Isso é coisa de curiosos”, disse o advogado Márcio Drumond.

Na manhã de hoje, operários que trabalham na construção do edifício na Avenida Barão Homem de Melo começaram a retirar o concreto em volta do carro que foi cimentado na calçada em frente à obra nesta semana. Segundo Adilson de Souza, funcionário da obra, a ordem era para remover o concreto, mas eles não podem retirar o veículo do local, o que depende da decisão da Justiça. Policiais militares acompanharam a operação. “Foi retirado o concreto feito em volta das rodas. O carro não pode ser retirado do local por decisão judicial”, explica o advogado.

Leia mais notícias em Brasil

O problema sobre a caminhonete começou na última sexta-feira, quando o responsável pela construção do prédio pediu a retirada da Saveiro GDS-0291, do advogado Márcio Drumond. Segundo ele, houve um desentendimento e o veículo foi danificado. Na última segunda, o funcionário de um posto de combustíveis perto do local disse que viu homens concretando o carro. A BHTrans informou que recebeu reclamações sobre carros estacionados na calçada na avenida, em 22 de novembro, mas os fiscais da empresa não constataram a denúncia.

Drumond entrou com uma ação na Justiça por perdas e danos contra os construtores. Até então, a expectativa era de que o carro fosse removido a partir da semana que vem.

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: Anderson Alves Garcia
Os advogados reclamam de juízes com juizite, mas este é o típico caso de advogado com o mesmo sintoma de inferioridade q, para parecer alguém, precisa exercer simples direitos necessita dos holofotes. Ontem apareceu um no STJ não querendo usar crachá pq os ministros tb não usam... falta d q fazer... | Denuncie |

Autor: filomena cezario
DEVIA TER CIMENTADO O DONO JUNTO. | Denuncie |

Autor: nilson moraes
Bem feito, parabéns ao mestre de obras e ao proprietário do imóvel. Esse advogadozinho de meia tigela pensa que é doutor da lei e tudo pode? Veículos nas calçadas e pedestres na pista é o que cansamos de ver. Multa para esse inconsequente e faz ele pagar a calçada quebrada. Ai eu quero ver. Folgado! | Denuncie |

Autor: antonio marcio
Parabéns ao mestre de obras, calçada não e estacionamento!!!!!! | Denuncie |

Autor: adilson leles
É!!!!, realmente a venda não tem base legal. como ela foi transformada em bem "imóvel", só pode ser vendida por escritura pública. kkkkkk | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.