Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

INSS antecipa benefícios a moradores de Lajedinho, na Chapada Diamantina O município, que está em situação de calamidade pública, foi atingido por um temporal no último sábado (7/12), que causou 16 mortes e deixou mais de 800 pessoas desabrigadas

Agência Brasil

Publicação: 13/12/2013 17:06 Atualização:

Os moradores da cidade de Lajedinho (BA), na Chapada Diamantina, segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vão poder antecipar o recebimento do benefício.

O município, que está em situação de calamidade pública, foi atingido por um temporal no último sábado (7/12), que causou 16 mortes e deixou mais de 800 pessoas desabrigadas.

A antecipação ocorrerá a partir do dia 23 e vale para todos os segurados que recebem benefícios previdenciários, como aposentadoria, e assistenciais. A medida anunciada nesta sexta-feira (13/12) pelo INSS valerá até quando perdurar a situação de calamidade pública, e também é válida para outros municípios que estejam na mesma situação, como Boa Esperança (ES), que decretou estado de calamidade pública em razão das chuvas.

Os segurados poderão solicitar o adiantamento do valor do benefício equivalente a um mês. Neste caso, basta se dirigir ao banco em que recebe o pagamento e formalizar o pedido. A medida não vale para quem recebe benefícios temporários, como o auxílio-doença, salário-maternidade e auxílio-reclusão.

O adiantamento deverá ser ressarcido em até 36 parcelas mensais fixas, a partir do terceiro mês seguinte à antecipação.

Segundo a Defesa Civil da Bahia, durante o temporal, choveu cerca de 120 milímetros, fazendo com que o canal que corta a cidade transbordasse, e desabrigando 20% dos quase 4 mil habitantes. A área antiga da cidade, onde fica a maior parte do comércio, prefeitura e secretarias, foi totalmente destruída.

Leia mais notícias em Brasil

Mais de 90% do comércio local foram afetados e 243 imóveis, entre casas e lojas foram atingidas pelo temporal e terão que ser demolidas, como a sede da prefeitura. As famílias que perderam as casas ou tiveram de sair devido ao risco de desabamento estão alojadas em escolas municipais, onde recebem alimentação, roupas e cobertores.

"Agora o processo é de retomar as atividades na cidade, limpar os escombros, demolir os imóveis que não estão de pé e manter toda a ajuda necessária para a manutenção das famílias que foram atingidas", disse o superintendente estadual da Defesa Civil da Bahia, Salvador Brito.

Foram criadas equipes de limpeza na cidade, de desobstrução do canal, de assistência social e psicológica e de montagem de kits de alimentos. A Defesa Civil está cadastrando as famílias para que possam retirar documentos e ter acesso a outros benefícios. Após a destruição, a previsão é que seja construído um novo centro na cidade. Uma área de 274 mil metros quadrados, na entrada da cidade, foi doada para a nova construção.

Para ajudar às vítimas do temporal, a prefeitura abriu uma conta bancária no Banco do Brasil, SOS Lajedinho, nº 40.000-9, agência 0595-9, onde os interessados podem depositar quantias para doação.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.