Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

FGV inaugura polêmica torre de Oscar Niemeyer no Rio de Janeiro É a primeira obra do arquiteto inaugurada depois que ele morreu no ano passado

Amanda Almeida

Publicação: 17/12/2013 08:25 Atualização:

FGV, no Rio: prédio modernista dialoga com as curvas do centro cultural (Marcello Perongini/ Divulgação)
FGV, no Rio: prédio modernista dialoga com as curvas do centro cultural
Rio de Janeiro — O legado de Oscar Niemeyer no Brasil aumentou ontem, pouco mais de um ano depois de sua morte, com a inauguração de um prédio projetado nos anos 1950. Após uma longa briga na Justiça, a Fundação Getulio Vargas (FGV) inaugurou o edifício de 19 andares — que leva o nome do autor dos palácios de Brasília —, na Praia de Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ao lado, um centro cultural, com as famosas curvas do arquiteto, abrirá as portas em abril.

Leia mais notícias em Brasil

O investimento total dos novos prédios chegou a R$ 210 milhões. A FGV alugará parte dos andares da torre para pagar o financiamento. O restante será ocupado pela própria fundação. Já o centro cultural, com as curvas que marcam a obra de Niemeyer, abrigará uma biblioteca, auditórios e salas de exposição e estudos. “É o desenho de uma onda, já que estamos em frente à Praia de Botafogo, mas também representa uma espécie de onda do Brasil ou a evolução do país”, explica o presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen Leal.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.