Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Morre homem que se afogou em BH; sobe para 15 número de vítimas da chuva Hélio Eustáquio da Silva, de 53 anos, é a primeira vítima do período chuvoso em Belo Horizonte e estava internado desde a noite de domingo

Estado de Minas

Publicação: 23/12/2013 18:25 Atualização:

O motorista que se afogou dentro do próprio carro durante um alagamento na Avenida Cristiano Machado morreu na tarde desta segunda-feira. Hélio Eustáquio da Silva, de 53 anos, é a primeira vítima do período chuvoso em Belo Horizonte e estava internado desde a noite de domingo no Hospital Risoleta Neves depois de ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Com a morte do motorista, sobe para 15 o número de vítimas da chuva em Minas.

Os militares seguiam para atender uma ocorrência quando avistaram um veículo Monza no meio da correnteza. Segundo informações da corporação, Hélio já estava desacordado, mas chegou a ser reanimado.

O caso de uma mulher de 66 anos atingida por um desabamento em Itanhomi, na Região do Rio Doce, é a 14ª morte registrada em decorrência do período chuvoso em Minas Gerais. A informação foi confirmada pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Comdec) no início da tarde desta segunda-feira, após atualização do balanço divulgado pela manhã, que listava 13 mortes.

Segundo o órgão, Maria Benedita da Silva estava em casa na noite de domingo quando houve um deslizamento de terra que atingiu parte da residência, na Vila Bias Fortes. A vítima não resistiu aos ferimentos. Os outros três casos que entraram no último levantamento da Comdec também aconteceram no fim de semana.

Em Ipatinga, no Vale do Aço, um homem morreu soterrado após o deslizamento de um barranco na manhã de domingo. Testemunhas disseram aos bombeiros que Aldinei Magalhães Barbosa, de 33 anos, estava tentando soltar um cachorro preso a uma corrente quando foi atingido pela terra que cedeu de uma altura de nove metros ao lado da casa onde a vítima morava. Chovia no momento do acidente.

Leia mais notícias em Brasil

Em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, o desabamento de parte de uma casa matou duas crianças. Letícia Paz, de 11 anos, e Kauã Feliciano Paz Rocha, de 3, estavam em um quarto da residência, na Rua Pero Vaz de Caminha, quando houve um deslizamento de terra. As crianças já chegaram ao Pronto-Socorro Municipal sem vida.

Outro caso registrado pela Defesa Civil aconteceu na última sexta-feira em Timóteo, também na Região do Rio Doce. Celso Benício Araújo Paiva, de 60 anos, morreu após um deslizamento de terra em um lote onde era feita uma escavação. A vítima foi soterrada.

Em Sardoá, na mesma região, continuam as buscas pelo menino Leonardo Souza Batista, de 7 anos, que estava em uma casa destruída por um deslizamento de terra no distrito de Córrego Malacacheta, onde morreram Maria da Conceição Souza, 50 anos, Vladimir de Souza, 24, Walace Catarino Costa Souza, 9, Wenderson Souza Batista ,10 , e Gabriela Souza Batista, 6. Os corpos das vítimas foram sepultados na semana passada.

Ainda segundo a Defesa Civil, 16 cidades decretaram situação de emergência em decorrência de problemas causados pelas chuvas, como enchentes e alagamentos. Outras 44 cidades relataram ocorrências provocadas pelos temporais. Em todo o estado, 563 pessoas estão desalojadas e 139 desabrigadas.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.