Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Presidente Dilma viaja ao Espírito Santo nesta terça-feira Viagem na véspera do Natal começa na manhã de terça-feira, e Dilma deve retornar a Brasília no final do dia

Agência Brasil

Publicação: 23/12/2013 18:44 Atualização:

Na tarde de domingo, a Grande Vitória foi atingida por um temporal que elevou para 40.150 o número de pessoas, em todo o estado, que precisaram deixar suas casas (Paulo Whitaker/ REUTERS)
Na tarde de domingo, a Grande Vitória foi atingida por um temporal que elevou para 40.150 o número de pessoas, em todo o estado, que precisaram deixar suas casas


A presidenta Dilma Rousseff irá viajar nesta terça-feira (24/12) ao Espírito Santo. A programação ainda não foi informada pela Presidência da República. A viagem na véspera do Natal começa na manhã de terça-feira, e Dilma deve retornar a Brasília no final do dia.

O Espírito Santo vem sofrendo nos últimos dias com fortes temporais. De acordo com a Defesa Civil do estado, desde o começo da temporada de chuvas, seis pessoas morreram. Ontem (22), em Laranjal, no município de Itaguaçu, foi contabilizada a morte mais recente após enxurradas e deslizamentos de terra.

Na tarde de domingo, a Grande Vitória foi atingida por um temporal que elevou para 40.150 o número de pessoas, em todo o estado, que precisaram deixar suas casas. Conforme o último boletim divulgado pela Defesa Civil hoje, 5.307 pessoas estão desabrigadas. No total, 45 pessoas estão feridas.

Leia mais notícias em Brasil

Nas últimas 24 horas, choveu 130 milímetros no estado, o que provocou o desabamento de cinco casas na capital, Vitória, e queda de barreiras em Serra e Viana. A chuva já provocou estragos em 45 municípios, dos quais 22 entraram com pedido de situação de emergência ou estado de calamidade pública.

O governo do Espírito Santo decretou situação de emergência em todas as áreas afetadas por desastres decorrentes das últimas chuvas. A Defesa Civil estadual alerta para o risco muito alto de inundação e deslizamento de terra na região serrana e a possibilidade de alagamentos nos municípios de Linhares e Colatina devido à alta do Rio Doce, que já subiu mais de 6 metros.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.