Brasil
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Defesa Civil corrige informação e número de mortos no ES cai para 20 O número no entanto, deve subir para 22 óbitos ainda hoje porque, segundo o órgão, houve a notificação não oficial de outras duas vítimas fatais

Publicação: 26/12/2013 16:20 Atualização: 26/12/2013 16:27

Enchente em Colatina no Espírito Santo (Ernanes Gonçalves/Facebook)
Enchente em Colatina no Espírito Santo

Apesar da Defesa Civil do Espírito Santo ter divulgado que 21 pessoas haviam morrido no estado até esta quinta-feira (26/12), o órgão corrigiu a informação e afirmou que até o momento 20 pessoas morreram em consequência das chuvas. O número no entanto, deve subir para 22 óbitos ainda hoje porque, segundo o órgão, houve a notificação não oficial de outras duas vítimas fatais.


Segundo a Defesa Civil, duas vítimas foram contabilizadas em duplicidade para dois municípios diferentes - Baixo Guandu e Itaguaçu - devido a localidade onde o óbito ocorreu pertencer as duas cidades. Os 21 mortos divulgados pelo órgão referem-se aos óbitos ocorridos até ontem (25/12), já que nesta quinta-feira nenhum caso fatal foi registrado oficialmente pelas autoridades capixabas.

O maior número de mortes (oito) ocorreu em Itaguaçu – quatro por soterramento e os outros quatro por causas diversas. Em seguida vem Colatina, que registrou cinco óbitos, e Baixo Guandu, com quatro, além de Domingos Martins, Barra do São Francisco e Nova Venécia, cada um com uma morte registrada.

Leia mais notícias em Brasil

De acordo com os dados divulgados ontem pela Defesa Civil estadual, o total de pessoas desabrigadas em decorrência das chuvas era de 48.001, das quais 4.565 recolhidas a abrigos e 44.036 em casas de parentes e amigos. Conforme este balanço, chega a 50 o número de municípios mais afetados pelos temporais no estado. O governo decretou Situação de Emergência em todas as áreas afetadas por desastres decorrentes das últimas chuvas.

Foram considerados com situação mais crítica os municípios de Colatina, Itaguaçu, Baixo Guandu, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá. Os bombeiros do Espírito Santo estão recebendo a ajuda de 78 bombeiros militares da Força Nacional e 24 do Rio de janeiro, além de 150 fuzileiros, também do Rio, equipados com embarcações para resgate de vítimas. Sete aeronaves das Forças Armadas também estão colaborando no socorro às vítimas, assim como quatro profissionais da Força Nacional de Saúde, segundo um médico. Os dados são do Corpo de Bombeiros capixaba.

Com informações de Julia Chaib e Agência Brasil.

Tags: mortos chuvas es

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Paulo Costa
Chamem os militares para resolver os problemas que nossos políticos não resolvem...diga-se de passagem, não resolvem pois se resolverem não terão como mentir em suas plataformas eleitorais...seca e estiagem no Nordeste, miséria no interior, enchentes etc tudo serve para as "promessas" políticas. | Denuncie |

Autor: Paulo Costa
Enquanto alguns utilizam aviões para implantar cabelos/prestigiar casamentos/etc, helicópteros de salvamento para campanha política, recebem para não trabalhar...nossos militares, com remunerações de fome/desvalorizados, deslocam-se em aviões, helicópteros, caminhões...para atender nossa população. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.