Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Corregedoria da PM abre inquérito para investigar tiroteio em Copacabana O tiroteio começou quando policiais militares tentaram proteger uma mulher que estava sendo agredida pelo marido, que acabou roubando a arma de um dos militares, segundo a polícia

Agência Brasil

Publicação: 02/01/2014 10:46 Atualização:

Rio de Janeiro – A Corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro abriu nesta quinta (2/1) um inquérito policial militar para investigar as circunstâncias do tiroteio que deixou 12 feridos na noite do réveillon em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. O tiroteio começou quando policiais militares tentaram proteger uma mulher que estava sendo agredida pelo marido, que acabou roubando a arma de um dos militares, segundo a polícia. Duas pessoas continuam internadas, entre elas o suposto agressor.

Leia mais notícias em Brasil

O porta-voz da Polícia Militar, tenente-coronel Cláudio Costa Oliveira, explicou que as testemunhas serão convocadas, bem como os feridos. "Serão feitas todas as diligências necessárias, é uma ação rotineira para verificar as circunstâncias do fato, analisar e tentar fazer a reconstituição do caso", explicou o porta-voz.

A Polícia Civil ouviu os oito policiais envolvidos no caso e recolheu as armas usadas durante o incidente.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.