Brasil
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Em BH, menina de 8 anos morre após ter cabelo sugado por ralo de piscina Também neste sábado (04/01), morreu o menino Kauã Santos, de 7 anos. Ele estava internado há três dias, após ter o braço sugado pelo ralo da piscina de um condomínio em Caldas Novas (GO)

Cristiane Silva

Landercy Hemerson

Publicação: 04/01/2014 19:49 Atualização:

Belo Horizonte - Foi sepultado às 17h deste sábado no Cemitério Bosque da Esperança, Região Norte da capital, o corpo da menina Mariana Rabelo Oliveira, de 8 anos, que se afogou em uma piscina do Jaraguá Country Club, na Pampulha. No local, muito abalados, os familiares da menina preferiram não falar com a imprensa.

O acidente aconteceu na tarde de sexta-feira. Mariana foi ao clube com uma tia e a prima. Ela brincava no toboágua da piscina mista (crianças e adultos) quando escorregou e foi sugada pelo ralo da piscina. O cabelo da menina ficou preso no ralo e ficou vários minutos submersa até ser socorrida. Mariana foi reanimada por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) após uma parada cardíaca de quase 20 minutos. Ela foi levada para o Hospital Odilon Behrens, onde permaneceu internada por cerca de 12 horas no Centro de Terapia Intensiva (CTI), e morreu nesta madrugada.

Mais cedo, o tio da menina Sérgio Luiz Oliveira, de 55 anos, disse que até o fim da manhã nenhum representante do clube havia procurado a família para oferecer ajuda. Indignado, ele culpou o estabelecimento pela morte da criança. “Não queremos nenhum centavo do clube. Mas pedimos que o clube seja penalizado, para que sirva de exemplo para outros lugares públicos”, declarou Sérgio.

O Jaraguá Country Club se pronunciou a respeito do caso por meio de uma nota publicada em seu site no início da tarde. A diretoria informou que lamenta profundamente o ocorrido e decretou luto oficial de três dias. “Estamos todos empenhados no esclarecimento detalhado desse acidente. Daremos todo apoio ao trabalho da Polícia Civil no levantamento das circunstâncias de tal fatalidade. Perícia que está sendo realizada durante este dia na piscina do clube”, diz o documento.

Na tarde de ontem, a perícia de Crimes Contra a Vida esteve no local. Neste sábado, outros peritos também estiveram no clube para avaliar o equipamento. O local do acidente foi isolado, mas o clube funcionou normalmente.

Caldas Novas

Também morreu neste sábado (04/01), às 5h, o menino Kauã Davi de Jesus Santos, de 7 anos. Ele estava internado havia três dias, após ter o braço sugado pelo ralo da piscina do condomínio Residencial Privè das Thermas I, em Caldas Novas (GO). O menino ficou submerso por quase 10 minutos. O acidente foi na quarta-feira (1º).



(Com informações de Clarisse Souza).
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Lost Cluster
Se as normas para construção de piscinas tivessem sido seguidas, nenhuma dessas duas mortes teria acontecido. Culpa do CREA que é incapaz de fiscalizar a qualidade técnica das obras! Culpa das Secretarias de Obras, que só servem para cobrar as taxas de alvará! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

:: Publicidade



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas