Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Acusado de pichar estátua de Drummond é liberado após depoimento Ele responderá por crime ambiental

Agência Brasil

Publicação: 06/01/2014 19:00 Atualização:

Suspeito de pichar estátuas no Rio, um empresário mineiro apresentou-se nesta segunda-feira (6/1) à Polícia Civil do Rio, depois de identificado por câmeras de segurança. Ele é acusado de pichar as esculturas do poeta Carlos Drummond de Andrade, em Copacabana, do jornalista Zózimo Barroso do Amaral, no Leblon, e o Monumento a Estácio de Sá, no Parque do Flamengo, todos na zona sul da cidade.

De acordo com o delegado José Fagundes, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, Pablo Lucas Faria, empresário da cidade de Uberaba (MG), que também tem residência na zona oeste do Rio, apresentou-se na delegacia, onde prestou depoimento e foi liberado. Ele responderá por crime ambiental. A mulher que aparece nas imagens ao lado de Pablo foi identificada como a namorada do suspeito, mas ainda não foi encontrada.

Leia mais notícias em Brasil

Pablo Farias foi flagrado por uma das câmeras de segurança instaladas no calçadão da Avenida Atlântica, em frente à estátua de Drummond. De acordo com o delegado, as outras duas estátuas tinham as mesmas características das pichações da estátua de Drummond. A esculatura do poeta mineiro foi pichada duas vezes e teve os óculos roubados oito vezes, desde sua inauguração em 2002. A estátua de Zózimo Barroso do Amaral, inaugurada em 2001, foi alvo de vandalismo em 2009.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas