Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Campus Leste da USP será interditada a partir desta quinta-feira Por meio de nota, o diretor em exercício do campus, Edson Leite, informou que não será permitida a entrada de alunos e funcionários no complexo

Agência Brasil

Publicação: 08/01/2014 22:00 Atualização: 08/01/2014 22:02

O campus da zona leste da Universidade de São Paulo (USP) será interditado a partir de quinta-feira (9/1), devido a uma decisão judicial de novembro do ano passado. A liminar da juíza Laís Helena Bresser Lang Amaral, da 2ª Vara de Fazenda Pública, determinou a suspensão de todas as atividades no local por causa da contaminação do solo.

Por meio de nota, o diretor em exercício do campus, Edson Leite, informou que não será permitida a entrada de alunos e funcionários no complexo, a partir desta quinta-feira. Ele ressaltou, no entanto, que a Procuradoria-Geral da USP, está tentando reverter a decisão.

A partir da próxima segunda-feira (13), as aulas de reposição serão ministradas em outras unidades da universidade. As aulas na Unidade Leste da instituição já estavam suspensas desde o último dia 16 dezembro em razão de uma infestação de piolhos de pombos.

Pela decisão da Justiça, as atividades só poderão ser retomadas após a solução do problema da contaminação do solo. “Tais danos tem suas origens pelo depósito de elementos contaminantes, por obras de dragagem do Rio Tietê, representando grave risco à integridade física dos alunos e demais pessoas que transitam pelo local (vida e saúde). Há inclusive risco de explosão, pela existência de gás metano no subsolo”, consta do texto da liminar que atende a um pedido do Ministério Público Estadual.

A USP Leste obteve licença ambiental de operação em novembro do ano passado, mas não fez as adequações. No dia 2 de agosto, a unidade foi autuado pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) por descumprimento de 11 exigências. Uma delas trata justamente do sistema de extração de gases do subsolo do campus.

No início de outubro, um grupo de alunos ocupou o prédio da diretoria da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) para cobrar uma solução para o problema.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.