Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Promotor de justiça recorre de decisão que libertou mãe de Joaquim Natália Ponte estava presa preventivamente, depois que o MP entendeu que ela expôs o filho ao comportamento agressivo do companheiro

Publicação: 13/01/2014 09:46 Atualização:

O promotor Marcus Túlio Alves Nicolino, que cuida do caso da morte do menino Joaquim Ponte Marques, disse que acionará a Procuradoria de Justiça nesta segunda-feira (13/1) para recorrer da decisão que libertou a mãe do menino, Natália Mingoni Ponte. Ela estava presa preventivamente.

Embora não tenha sido acusada diretamente pela morte da criança, o Ministério Público entendeu que Natália expôs o filho ao comportamente agressivo do companheiro, Guilherme Longo. Ambos foram denunciados à Justiça.

Leia mais notícias em Brasil

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.