Brasil
  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Entrada de haitianos triplica no Acre; secretário pede ajuda para controle Abrigo, que tem capacidade para 300 haitianos, está hoje com 1,2 mil

Publicação: 16/01/2014 08:07 Atualização:

O número de haitianos que tem imigrado ilegalmente para o Brasil na fronteira com o Peru praticamente triplicou em uma semana, de acordo com o secretário de Direitos Humanos acriano, Nilson Mourão. Segundo ele, entre 70 e 80 habitantes do país caribenho chegaram a Brasiléia diariamente desde a quinta-feira da semana passada. Antes, o número variava entre 20 e 30 por dia. “Temo que uma grande tragédia aconteça. Nosso abrigo, que tem capacidade para 300 haitianos, está hoje com 1,2 mil”, contou Mourão ao site G1.

Acampamento está lotado: secretário teme tragédia (Raimundo Pacco/Framephoto/Agênci)
Acampamento está lotado: secretário teme tragédia


Leia mais notícias em Brasil

O secretário pediu ao governador do Acre, Tião Viana (PT), que interceda perante o Ministério da Justiça para fechar a fronteira temporariamente. A imigração haitiana ao Brasil começou em janeiro de 2010, após um terremoto provocar a morte de mais de 300 mil pessoas. Segundo o governo do Acre, desde dezembro de 2010, cerca de 15 mil haitianos entraram pela fronteira do estado com o Peru.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: MARIA SANTOS
Enquanto os países como Inglaterra, fazem de tudo para expulsar os imigrantes principalmente os brasileiros.No Brasil é esta bagunça ,é gente chegando de todo canto...e com isso só aumenta a violencia,os problemas com saúde pública,educação e moradia,por isso que no Brasil nada funciona! | Denuncie |

Autor: Fabrício Reis
Simples: feche a fronteira e deportem todos. Não estamos conseguindo dar condições de vida digna nem para os brasileiros, imagina para cuidar dos vizinhos... | Denuncie |

Autor: edvaldo lima
É o retorno da escravidão, onde o próprio escravo busca o senhor de engenho, por que já não aguenta tanto sofrimento e fome e prefere se escravizar a troco de alimento e algum dinheiro, mesmo que pouco. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas