Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Família de jovem morto em SP acredita em homicídio; polícia atesta suicídio Boletim de ocorrência da Polícia Civil de São Paulo atesta suicídio, mas família acredita que rapaz foi assassinado. Secretaria Municipal de Direitos Humanos acompanha o caso

Publicação: 17/01/2014 07:08 Atualização:

Kaique estava em uma festa no centro de São Paulo pouco antes de morrer (	Reprodução/Facebook)
Kaique estava em uma festa no centro de São Paulo pouco antes de morrer
O corpo do jovem Kaique Augusto Batista dos Santos, 16 anos, cujo boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil de São Paulo atesta que ele teria cometido suicídio, apresentava, de acordo com familiares, marcas de tortura. O adolescente foi encontrado morto na madrugada do último sábado, na Avenida Nove de Julho, área central da capital paulista. Ele teria sido visto pela última vez em uma boate gay da região, durante festa.

Ao fazerem o reconhecimento do corpo, parentes da vítima alegaram que não havia dentes na boca de Kaique. Havia também uma barra de ferro numa das pernas do garoto e vários hematomas na cabeça, provavelmente ocasionados por chutes. O atestado de óbito registra que as causas da morte foram “traumatismo craniano, traumatismo intracraniano e agente contundente”.

Leia mais notícias em Brasil

Apesar de ter sido registrado como suicídio no boletim de ocorrência, a Polícia Civil de São Paulo ainda não se pronunciou sobre o que realmente ocorreu com o garoto. A Secretaria de Segurança Pública, por meio da assessoria de imprensa, comunicou que não comentaria os possíveis sinais de tortura, porque o laudo sobre a morte é sigiloso.

Os investigadores pediram imagens de segurança da casa noturna em que Kaique foi visto. O prazo da Polícia Civil para a conclusão do inquérito é de 30 dias, prorrogáveis por igual período. Assim que entrou na boate, o adolescente informou aos amigos que havia perdido a carteira e o celular e saiu para procurá-los. Não foi mais visto com vida. A vítima foi sepultada na manhã de ontem, no Cemitério Valle dos Reis, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. Não houve velório em razão das condições em que o corpo se encontrava.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas