Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Raio danifica polegar direito do Cristo Redentor durante tempestade no Rio O temporal teve uma alta incidência de raios, que colocou a cidade do Rio de Janeiro em alerta

Publicação: 17/01/2014 18:10 Atualização: 17/01/2014 19:57

Céu do Rio foi iluminado por raios nesta quinta-feira (AFP PHOTO / YASUYOSHI CHIBA )
Céu do Rio foi iluminado por raios nesta quinta-feira

Esta quinta-feira (16/1) foi marcada por tempestades de raios no Rio de Janeiro. Um dos maiores pontos turísticos do país, o Cristo Redentor, foi danificado por uma destas descargas elétricas.

Quem foi visitar o Cristo nesta sexta-feira (17/1) teve uma surpresa. Parte do polegar direito da estátua está quebrado.

A restauração do Cristo terá início na próxima terça-feira (21/1). O Cristo tem uma proteção especial contra raios na cabeça do monumento e a descarga de ontem atingiu superficialmente somente a pedra sabão da parte da mão que fica virada de frente para a Lagoa.

A restauração é feita com incentivos da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e pelo Instituto do Patrimônio  Histórico e Artístico Nacional (Iphan). "A parte atingida foi muito pequena e nada muito relevante a não ser pelo valor histórico do monumento", avaliou a coordenadora de comunicação do Cristo Redentor, Nice Rodrigues.

Um outro raio também atingiu a placa de mármore com as informações turísticas aos visitantes, presa na base da imagem. Em março do ano passado, um raio tinha atingido também a mão direita do Cristo Redentor. Como a verba, no valor de R$ 1,8 milhão estava alocada para essa obra, vai ser usada para a restauração da imagem do Cristo, a partir da próxima semana.

A assessoria do Cristo Redentor chegou até a brincar com a história de que raios não caem duas vezes no mesmo lugar, "mas no Cristo eles caem". Como a visita ao Monumento ao Cristo Redentor aumenta bastante nesta época do ano e as chuvas de verão atingem muito a região do Parque Nacional da Tijuca, onde fica a estátua, os próprios funcionários que trabalham no Cristo são treinados para orientar os turistas a descer em caso de fechamento do tempo, com ameaça de chuva forte.

Quinta-feira de raios
A chuva começou por volta das 19h de ontem e sirenes de 26 comunidades foram disparadas a partir das 19h35. Os moradores foram orientados por agentes comunitários e da Defesa Civil a se dirigirem aos pontos de apoio, devido a possível fragilização de encostas. Houve grande incidência de raios, e, em 49 pontos da cidade, acúmulo de bolsões d'água. Somente no Alto da Boa Vista, na zona norte, 50 árvores foram derrubadas pela tempestade, que causou incidentes desse tipo em mais 10 pontos das zonas norte, sul e central. Desde as 17h30, a Defesa Civil municipal registrou 70 ocorrências, mas nenhuma com gravidade.

Com informações da Agência Brasil

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas