Brasil
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Jovem é baleado durante protesto contra gastos com a Copa, em São Paulo O rapaz foi atingido no tórax e no pênis e está internado na UTI em estado grave, mas estável

Agência Brasil

Publicação: 26/01/2014 17:04 Atualização: 26/01/2014 17:15

O protesto contra os gastos públicos na Copa do Mundo de Futebol partiu da Avenida Paulista por volta das 17h e no início da noite chegou ao centro da cidade, onde houve confronto entre policiais e manifestantes (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O protesto contra os gastos públicos na Copa do Mundo de Futebol partiu da Avenida Paulista por volta das 17h e no início da noite chegou ao centro da cidade, onde houve confronto entre policiais e manifestantes

Um rapaz de 23 anos foi baleado ontem (25/1) na mesma região onde ocorria o protesto contra os gastos públicos com a Copa do Mundo. Conforme cálculo da Polícia Militar (PM), o protesto reuniu pelo menos 2,5 mil pessoas na capital paulista. De acordo com a PM, dois policiais abordaram, por volta das 22h30, dois homens “em atitude suspeita” – um deles estava com explosivos na mochila. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, Fabrício Proteus Nunes Fonseca Mendonça Chaves reagiu à abordagem usando um estilete e foi baleado.

O outro rapaz tentou fugir, mas foi capturado e levado para o 4º Distrito Policial (DP), no bairro Consolação. A PM informou que a ocorrência foi registrada no endereço Rua Consolação, 1.560, onde a abordagem começou, como resistência, lesão corporal e desobediência. O caso está sendo investigado pela Corregedoria da PM e pela Polícia Civil. O delegado requisitou exame pericial para o local e para os objetos apreendidos e exame residuográfico para os policiais militares.

Leia mais notícias em Brasil

Fabrício foi socorrido pelos próprios policiais e levado à Santa Casa, na região central. De acordo com o hospital, o jovem deu entrada na noite de ontem e se encontra na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave, mas estável. Ele foi baleado um tiro no tórax e outro no pênis. Durante a madrugada, passou por cirurgia, mas o ferimento na pélvis levou à perda de um dos testículos.

[FOTO1
]O procedimento adotado pelos policiais, ao socorrer o jovem, contraria uma resolução da Secretaria de Segurança, de janeiro de 2013, que orienta a não remoção de pessoas feridas em confronto. Segundo a norma, o transporte devem ser feito preferencialmente pelo serviço médico de emergência. A medida visa a impedir a descaracterização da cena da ocorrência. O órgão destaca, no entanto, que a remoção pode ser feita caso não haja serviço de emergência disponível ou a espera seja muito longa.

O protesto contra os gastos públicos na Copa do Mundo de Futebol partiu da Avenida Paulista por volta das 17h e no início da noite chegou ao centro da cidade, onde houve confronto entre policiais e manifestantes. Na tarde de hoje (26), com base nos registros das delegacias, a secretaria atualizou o número de detidos para 135. Doze eram adolescentes. A PM havia informado, inicialmente, o número de 146 detenções. Todos foram liberados na madrugada de hoje (26) após prestar depoimento.

Os detidos respondem por dano, localização e apreensão de objetos irregulares, lesão corporal, resistência, porte de arma e de droga, dano qualificado e furto. A manifestação, marcada para o dia da festa dos 460 anos da cidade, foi a primeira do ano da Copa do Mundo no Brasil. São Paulo é uma das cidades-sede da Copa.

Ontem, por razões de segurança, a prefeitura cancelou parte da programação do aniversário da cidade. As atividades do projeto SP na Rua, que reúne coletivos urbanos, ocorreriam a partir das 22h em ruas do centro. Pequenas pistas de dança e atividades culturais seriam montadas por grupos como o Voodoohop, Santo Forte, Pilantragi, A Rua é Show, entre outros. Em nota, o governo municipal diz que estuda realizar o evento em outra data.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Renato Goncalves
È esse tipo de Polícia????? que queremos ver nesse Paizinho medíocre? O cara está com um canivete e leva dois tiros? Um no abdômen e outro no testículo? Que grande ameaça esse faria para o policial? Entendo que um tiro pro auto resolveria o problema. A Polícia é mais do que mal preparada. Lixo. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas