Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polícia espera liberação médica para ouvir vítimas de acidente no RJ O acidente ocorrido na Linha Amarela deixou quatro mortos e cinco feridos

Agência Brasil

Publicação: 29/01/2014 12:36 Atualização: 29/01/2014 12:43

Quatro das cinco vítimas que sobreviveram à queda da passarela sobre a via continuam internadas em hospitais públicos (Ricardo Moraes/Reuters )
Quatro das cinco vítimas que sobreviveram à queda da passarela sobre a via continuam internadas em hospitais públicos


Policiais da 44ª Delegacia de Polícia, de Inhaúma, aguardam liberação médica para ouvir as vítimas do acidente que deixou quatro mortos e cinco feridos nessa terça-feira (28/1), na Linha Amarela. Quatro das cinco vítimas que sobreviveram à queda da passarela sobre a via continuam internadas em hospitais públicos. O motorista do caminhão, Luis Fernando Costa, de 30 anos, foi transferido do Hospital Lourenço Jorge para uma unidade particular de saúde em outro município.

Às 9h13m de ontem, a caçamba de um caminhão, que estava levantada, bateu e derrubou a passagem de pedestres, na zona norte. Quatro pessoas morreram e cinco foram levadas pelo Corpo de Bombeiros a cinco hospitais diferentes da região metropolitana. Nessa quarta-feira (29/1), os policiais aguardam o depoimento de um motorista de ônibus que teria avisado ao condutor do caminhão que a caçamba estava levantada. Além disso, a polícia espera os resultado de laudos periciais e está analisando imagens das câmeras de segurança da concessionária que administra a via.

Leia mais notícias em Brasil

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, Gláucia Pereira de Andrade, 56 anos, apresenta estado de saúde estável e está lúcida e orientada. Ela continua internada no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. No Hospital Federal de Bonsucesso, Jairo Zenaide, de 44 anos, também está lúcido e com estado de saúde estável, internado na enfermaria ortopédica. Ele teve fraturas expostas no braço esquerdo e no tórax e passou por cirurgias ontem, entre elas uma de drenagem, já que sofreu um pneumotórax (ar acumulado no pulmão). Apesar de ter apresentado também traumatismo craniano, médicos não viram a necessidade de uma cirurgia neurológica até o momento. De acordo com a assessoria de comunicação do hospital, ele passa bem e está em observação.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que Liliane de Souza Rangel, de 36 anos, passou por uma cirurgia devido a uma fratura na bacia. No momento, seu quadro é estável e ela continua internada no Hospital Souza Aguiar, no centro. A outra vítima levada para a rede municipal, Luiz Carlos Guimarães, de 70 anos, teve um traumatismo craniano grave e passou por dois procedimentos neurocirúrgicos no Hospital Salgado Filho, no Méier. Às 13h e às 13h30 de hoje, duas vítimas serão enterradas no Cemitério de Inhaúma: Célia Maria, de 64 anos, e Adriano P. Oliveira, 26 anos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas