Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ministério Público de SP exige a manutenção da circulação de ônibus O medo tomou conta, na quarta-feira (29), de motoristas e cobradores após manifestantes atearem fogo num ônibus que passava estrada da zona sul

Agência Brasil

Publicação: 30/01/2014 10:11 Atualização:

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) exigiu a manutenção da operação do transporte público na cidade, que vem sendo prejudicada em função dos ônibus depredados e incendiados neste mês. Coletivos das linhas que atendem regiões periféricas, onde ocorreram os ataques, não têm chegado até o ponto final ou estão completamente fora de operação, em razão do medo de novos ataques.

Ônibus incendiado na Estrada do M'Boi Mirim, zona sul de São Paulo (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Ônibus incendiado na Estrada do M'Boi Mirim, zona sul de São Paulo

Na quarta-feira (29/1) à noite, cinco linhas da zona sul não funcionaram ou saíram de circulação, afetando moradores de áreas como Jardim Jacira e Jardim Horizonte Azul, distantes cerca de 30 quilômetros do centro da capital.

De acordo com a São Paulo Transporte (SPTrans), foram prejudicados aproximadamente 120 mil passageiros. O medo tomou conta, na quarta-feira (29), de motoristas e cobradores após manifestantes atearem fogo num ônibus que passava pela Estrada do M’Boi Mirim, que dá acesso ao extremo sul, por volta das 12h. O grupo, que protestava pela morte de um homem, interditou a via e gritou palavras de ordem como “justiça”. Esse foi o 33º coletivo incendiado somente em janeiro.

Leia mais notícias em Brasil

Segundo o MP-SP, foram enviadas notificações da Promotoria da Cidadania, para saber quais providências estão sendo tomadas pela SPTrans, pelas concessionárias e permissionárias do transporte coletivo e pela coordenadoria da Polícia Militar. As medidas devem ser apresentadas em uma audiência marcada para o dia 3 de fevereiro.

O secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira adiantou que haverá reforço no policiamento dos ônibus, com apoio da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar e do 2° Batalhão de Choque.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

:: Publicidade



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas