Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Anistia Internacional faz campanha contra violência homofóbica na Rússia A Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, foi escolhida para um protesto que chama a atenção para a violência praticada contra gays naquele país

Agência Brasil

Publicação: 02/02/2014 18:34 Atualização:

A poucos dias da abertura das Olimpíadas de Inverno, na Rússia, sob o Sol do verão carioca, a Praia de Ipanema foi escolhida neste domingo para um protesto que chama a atenção para a violência praticada contra gays naquele país. A organização não governamental Anistia Internacional colheu assinaturas de banhistas e soltou 500 balões coloridos na orla.
Saiba Mais

De acordo com o assessor de direitos humanos da campanha “Para Rússia, com amor”, Maurício Santoro, a ideia é aproveitar a atenção internacional sobre a Rússia para denunciar o problema e fazer um paralelo com a realidade brasileira. “Também vamos sediar um mega evento esportivo, a Copa do Mundo, em um momento que a homofobia ainda está presente no país”, disse.

Leia mais notícias em Brasil


Apesar de recentes avanços nos direitos civis da população LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e pessoas intersexo - de sexualidade ambígua), o assessor da Anistia cobra mudança na legislação brasileira para tratar como crime a violência e a discriminação contra gays, além de políticas públicas eficientes para provocar “um mudança educacional e cultural”.

“Recentemente tivemos o beijo gay no horário nobre da televisão aberta e a resposta da sociedade foi majoritariamente positiva”, disse. Para ele, a recepção ao episódio “mostra que a sociedade está em busca de abordagem mais tolerante”.

Banhistas que aderiram a campanha avaliam que a discriminação e o preconceito continuam impedindo casais do mesmo sexo de ter os mesmos direitos que os demais. “Pela falta de conhecimento, acabam reproduzindo uma séria de atitudes agressivas contra nós, em ônibus, bares e restaurantes”, citou Maicon Carvalho de Souza, que estava na praia com o companheiro.

As assinaturas recolhidas no Brasil, pela Anistia Internacional, serão entregues ao embaixador da Rússia, Sergey Pogóssovitch Akopov, durante uma audiência com a entidade na próxima quinta-feira (6), em Brasília. A ação se somará a uma série de protestos organizados por escritórios da Anistia em todo o mundo contra a violência à gays e à ativistas de direitos civis naquele país.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas