Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Nordeste brasileiro está engajado na imunização contra o vírus do HPV Campanha de Imunização contra o HPV está programado para o próximo dia 10 de março

Agência Brasil

Publicação: 09/02/2014 13:10 Atualização: 10/02/2014 13:56

Na Região Nordeste, todos os estados estão engajados na implantação da Campanha de Imunização contra o HPV, cujo início está programado para o próximo dia 10 de março.

No Maranhão, por exemplo, informações sobre o HPV já foram enviadas por e-mail a todos os gestores regionais, municipais e coordenadores de Imunização do estado, visando à realização da campanha. De acordo com a chefe do Departamento de Controle das Doenças Imunopreveníveis da Secretaria Estadual de Saúde, Maria Helena Carreiro Barros de Almeida, as atividades de pré-vacinação envolveram também a capacitação das equipes técnicas dos 217 municípios maranhenses, a divulgação da campanha para os gestores de educação, a distribuição de cartazes e entrevistas na mídia local.

Além disso, foi promovida reunião de sensibilização com representantes das secretarias estaduais de Educação e de Assistência Social, do Conselho de Secretários Municipais de Saúde e de programas da Secretaria de Saúde. A meta local é imunizar mais de 221 mil adolescentes maranhenses este ano.

A Coordenação de Imunização da Secretaria de Saúde do Piauí já promoveu reunião com técnicos da área, para discutir como cada setor poderá contribuir com a Campanha de Imunização contra o HPV. A coordenadora de Imunização, Doralice Lopes, solicitou à Secretaria de Educação a relação das escolas, visando a encaminhar as informações às lideranças dos municípios. Já foi repassado às cidades todo o material técnico fornecido pelo Ministério da Saúde, com a cartilha de orientações, a fim de que possam definir as estratégias iniciais.

Leia mais notícias em Brasil

Doralice Lopes ressaltou, entre essas estratégias, a articulação com as secretarias municipais de Educação para que promovam palestras nas escolas sobre a campanha, levando o tema à discussão geral. No fim deste mês, está programado encontro com técnicos das secretarias municipais de Saúde. “Nós vamos convidar os coordenadores de Imunização dos 224 municípios do estado para repassar as informações referentes à vacina e ver o que eles já têm feito em articulação com as escolas”, disse ela.

O Piauí deve receber quase 100 mil doses da vacina contra o HPV. A expectativa é vacinar em torno de 97 mil meninas na faixa etária de 11 a 13 anos.

Em Alagoas, as reuniões de capacitação das equipes dos 102 municípios para a vacinação de adolescentes na faixa dos 11 aos 13 anos serão iniciadas no próximo dia 11. “Estamos preparando as equipes que irão para as escolas. Estamos indo para as rádios, para a televisão, divulgando a campanha”, informou a gerente de Doenças Imunopreveníveis e Programa de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde, Denise Castro.

Serão imunizadas, em Alagoas, 103 mil meninas. A Secretaria de Saúde está aguardando a remessa das vacinas pelo Ministério da Saúde, mas tem montada toda a estrutura de transporte para a distribuição das doses. “Estamos só aguardando para distribuir às regionais”. Denise Castro disse que o único problema enfrentado foi a falta de seringas, que o ministério não vai enviar. Destacou, porém, que o problema foi rapidamente sanado, porque o governo alagoano tinha um estoque estratégico do produto.

A proposta de trabalho para a Campanha de Vacinação contra o HPV na Bahia começou em novembro do ano passado, quando foi elaborado um plano de ação, reforçando o objetivo de prevenir o câncer de colo de útero, disse à Agência Brasil a coordenadora de Imunização do estado, Fátima Guirra. Foram definidas também as metas estratificadas por município, na população de 11 a 13 anos. Também foram discutidas as estratégias de vacinação, envolvendo o Programa Saúde na Escola e a Secretaria Estadual de Educação. Por meio de portaria, está sendo instituída uma comissão estratégica para a campanha, integrada por representantes dos programas de Saúde Indígena e Saúde da Família, e das secretarias municipais da capital, Salvador.

Boletins informativos da campanha foram produzidos e distribuídos pela Coordenação de Imunização da Secretaria de Saúde para todos os parceiros, que são as regionais de Saúde. Nos próximos dias 20 e 21, haverá um encontro mais amplo, envolvendo universidades, secretarias municipais de Educação e distritos indígenas, “visando a reforçar o objetivo, a metodologia, as estratégias e as ferramentas que vão fazer parte dos componentes da vacinação”.

Entre essas ferramentas, Fátima Guirra destacou o sistema de registro das doses aplicadas, além do incentivo à implantação do sistema de informação do Programa Nacional de Imunização. Pensando em uma meta de cobertura de 80%, deverão ser vacinadas na Bahia 321.634 adolescentes. A população total, entretanto, que representa 100% de cobertura, alcança 402.042 meninas.

Em Sergipe, as atividades que precedem a campanha estão em fase de preparação. Já houve reuniões com os técnicos da área de saúde dos municípios e, agora, a Secretaria de Saúde se dedica à reprodução do material para ser distribuído às escolas. A gerente do Programa Estadual de Imunização, Sândala Oliveira, disse que está agendada para a próxima semana uma reunião com a Sociedade Médica de Sergipe. “Estamos andando”. Ela adiantou que todos os 75 municípios sergipanos já estão traçando suas estratégias para a vacinação de mais de 63 mil meninas na faixa de 11 a 13 anos de idade.

A coordenadora de Imunizações do Ceará, Ana Vilma Leite Braga, informou à Agência Brasil que desde o ano passado vêm sendo realizadas oficinas com os profissionais das secretarias estaduais de Educação e Saúde e das regionais das duas áreas. Este ano, a partir de janeiro, foram promovidos novos encontros com universidades e outros segmentos representativos da sociedade, ao mesmo tempo em que foram produzidos materiais sobre a campanha para serem entregues nas escolas e divulgados na mídia. “Nós estamos com esse planejamento bem avançado”, comentou. Serão abrangidos pela campanha 184 municípios, que respondem por uma população-alvo de 257.345 adolescentes. Ana Vilma espera receber as vacinas do Ministério da Saúde ainda este mês.

Junto com as gerências regionais de saúde e de educação, a Secretaria de Saúde da Paraíba está “disparando a campanha” de vacinação contra o HPV em todo o estado, disse a coordenadora estadual de Imunização, Iziane Queiroga. Serão vacinadas 104.710 meninas, residentes em 223 municípios. “Todos vão receber a vacina para fazer a ação tanto nas escolas, quanto nos postos de saúde”. A vacinação entrará a partir de março deste ano na rotina de imunização das adolescentes da Paraíba, acrescentou Iziane. O trabalho é feito em conjunto com as prefeituras locais. As gerências, destacou, estão “na fase de divulgação e de ação junto com os municípios”. Esta é a primeira vez que a Paraíba participa de uma campanha contra o HPV.

De acordo com dados de 2011 do Instituto Nacional do Câncer (Inca), do Ministério da Saúde, a Paraíba tem o menor número de mortes de mulheres por câncer de colo de útero em todo o Nordeste (3,82 por 100 mil mulheres ). O estado ocupa a quarta posição no país entre os estados com menor número de mortes na mesma proporção, depois do Rio Grande do Sul (3,68), de São Paulo (2,95) e Minas Gerais (2,84).

A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte, Stella Leal, informou já ter sido agendada reunião com a Secretaria Estadual de Educação para apresentar às escolas a estratégia de vacinação, que permitirá introduzir a vacina contra o HPV no calendário estadual de imunizações. No próximo dia 11, será definida a responsabilidade de cada parceiro na iniciativa. Mais de 88 mil adolescentes de 167 municípios serão imunizadas. “Contamos também com a parceria das unidades regionais de Saúde Pública”, lembrou.

Já em Pernambuco, a Secretaria de Saúde informou que está realizando todos os processos necessários para a implantação da vacina do HPV no estado. Já no mês de dezembro de 2013, foram feitas as capacitações com os técnicos dos municípios e das Regionais de Saúde sobre a campanha. A secretaria informou ainda que os informes técnicos sobre a doença e o guia prático de perguntas e respostas sobre o HPV foram encaminhados aos municípios, que estão responsáveis pelo agendamento com as escolas para efetivar a vacinação.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas