Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio inaugura pavimentação de estrada-parque com tecnologia ecológica Projeto de asfalto-borracha, que visa promover o turismo no estado, obteve investimento de R$ 15 milhões

Agência Brasil

Publicação: 09/02/2014 15:47 Atualização:

O governo fluminense inaugurou hoje (9) as obras de pavimentação de 5,3 quilômetros da estrada-parque, na Rodovia RJ-151, que liga os distritos de Visconde de Mauá, em Resende, e Vila de Maringá, em Itatiaia, na região do Médio Paraíba. Foram investidos no projeto R$ 15 milhões, informou o secretário estadual de Turismo, Ronald Ázaro.

A obra é prioridade para o desenvolvimento do turismo no estado. Ronald Ázaro confirmou que a RJ-151 é a segunda estrada-parque da malha rodoviária fluminense a usar o conceito da pavimentação ecológica, com a utilização de asfalto-borracha. A primeira foi a RJ-122 (Guapimirim-Cachoeiras de Macacu).

Segundo o secretário, a pavimentação do trecho da RJ-151 fecha um circuito que dá aos visitantes “um roteiro turístico dos mais bonitos que a gente tem hoje no Brasil, onde você tem uma estrada sinalizada, com segurança, onde o turista pode ter acesso ao artesanato local e pode se hospedar em equipamentos de grande qualidade. E vai poder desfrutar da Mata Atlântica da melhor maneira possível, que é não agredindo o meio ambiente”.

Leia mais notícias em Brasil

O trecho faz parte de um projeto maior do governo do estado e está inserido em empréstimo contraído com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, no valor de US$ 187 milhões. O projeto incluiu a contratação de estudo pela Fundação Getulio Vargas, que avaliou o impacto causado pela estrada nos equipamentos hoteleiros e no dia a dia da comunidade local. A pesquisa, segundo o secretário, permite ao governo monitorar ações que trazem desenvolvimento e empregabilidade, ao mesmo tempo que impede iniciativas que não contribuam para a melhoria ambiental.

A obra melhorou as condições de tráfego de veículos entre os dois distritos, da mesma maneira que ocorreu com outro trecho da estrada-parque, entre Capelinha e Visconde de Mauá, na RJ-163, no município de Resende.

As estradas usam técnicas de construção viária que protegem a fauna e a flora em seu habitat, que é o Parque Nacional de Itatiaia, incluindo a construção de ecotúneis para a passagem de animais silvestres com segurança. “É uma evolução da sociedade. É o reconhecimento do governo de uma produção de alto valor tecnológico e de grande inteligência, para a gente chegar a ter esse acesso, despreocupado com aspectos negativos”, disse o secretário.

Em outubro de 2007, o governador Sérgio Cabral Filho assinou o Decreto 40.979, definindo o conceito de estrada-parque no estado do Rio e autorizando a pavimentação, segundo conceitos ecológicos de rodovias, em unidades de conservação.

Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem estadual (DER-RJ), o uso do asfalto-borracha apresenta outras vantagens, que são a elevada viscosidade, com mais de 50% de aderência, a diminuição de 40% do ruído e dos custos em relação ao asfalto tradicional e maior durabilidade.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.