Brasil
  • (9) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ministério da Saúde registra novo caso de abandono do Mais Médicos Desde a semana passada, o Ministério da Saúde já tinha informação de que o cubano Ortelio Jaime Guerra estava desaparecido

João Valadares

Publicação: 10/02/2014 16:03 Atualização:

O Ministério da Saúde registrou mais um caso de abandono do programa Mais Médicos. Desta vez, o médico cubano Ortelio Jaime Guerra, que havia deixado há mais de uma semana o posto de trabalho na cidade de Pariquera-Açu, no interior de São Paulo, viajou para os EUA.

Desde a semana passada, o Ministério da Saúde já tinha informação de que ele estava desaparecido. As autoridades brasileiras ainda tinham esperança de que ele retornasse ao trabalho. Hoje, Ortelio publicou o seu paradeiro em sua conta pessoal do Facebook. Ele informou aos amigos que teve que ir embora sem falar com ninguém por questões de segurança.

leia mais notícias em Brasil

Na mesma postagem, o cubano agradece a várias pessoas que trabalharam com ele no Brasil. Ortelio comunicou que estava bem e avisou que precisava dar este passo. O profissional disse sentir orgulho de sua terra e de suas raízes. O cubano prometeu voltar um dia a São Paulo.

No Ministério da Saúde, o novo caso é visto com bastante preocupação. Há um temor de que aumente o número de deserções.

Há uma semana, o programa havia registrado o primeiro caso de deserção. A médica cubana Ramona Matos Rodriguez, 51 anos, fugiu da cidade de Pacajá (PA), onde estava desde outubro trabalhando em um posto de saúde, e viajou para Brasília. Ela está morando na casa de um parlamentar do DEM enquanto espera a análise do pedido de refúgio feito ao governo brasileiro.

Esta matéria tem: (9) comentários

Autor: José Ferreira Ferreira
Não serão os primeiros a fugirem, com certeza outros farão a mesma coisa. | Denuncie |

Autor: Ruter Jr
O problema deles não é com o Brasil, sim com Cuba que passa a mão no dinheiro todo deles! | Denuncie |

Autor: Claine Costa
País livre só se for para os incautos, um pais que anda de mãos dadas com Cuba não merece confiança. Nenhuma! | Denuncie |

Autor: Ilmo Braga
Esse programa está fadado ao fracasso, um médico trabalhando no Brasil e ganhando mil reais...... | Denuncie |

Autor: filomena rocha
Esse ja tinha tudo programado quando se inscreveu no programa, a sua meta era os USA, one medicos ganham uma fortuna. Nao conseguira' exercer a profissao por um bom tempo e, tera que fazer cursos que custam uma fortuna e passar no teste. Acho que vai ser problematico para o Brasil e Cuba. | Denuncie |

Autor: waldir silva
Esses médicos estão certos, onde já se viu, ficarem com apenas 1 décimo do que ganham, sendo que fazem o mesmo trabalho que os outros médicos dos outros países, a escravidão acabou faz tempo, mas Cuba com seu regime de ditadura ainda escravisa seus trabalhadores afanando 90 porcento dos salários. | Denuncie |

Autor: evaldo moura
tambem com essa miseria de salario 900 reais , O RESTANTE DO PG É MANDADO PRO FIDEL CASTRO | Denuncie |

Autor: carlos menezes
Isso não foi combinado, os cubanos deveria esperar até no mínimo o dia do segundo turno para iniciar as desistências , como fica os nossos magnânimos Presidenta e Ministro da Saúde que são os mentores desse projeto. Realmente esses cubanos não cumprem acordos. É mesmo uma pena | Denuncie |

Autor: Adriana. Alves
Absurdo, o Brasil um país livre, as pessoas precisam fugir para garantir sua liberdade. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas