Brasil
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polícia ainda busca por suspeito de acender rojão que matou cinegrafista A identidade do suspeito, de 23 anos, foi confirmada pelo tatuador Fábio Raposo, que já está preso, e confessou ter repassado o explosivo

Agência Brasil

Publicação: 11/02/2014 13:45 Atualização: 11/02/2014 14:01

 (Polícia Civil/Divulgação)


Policiais civis continuam as buscas pelo suspeito de acender o artefato explosivo que matou o cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade. Ele foi atingido durante manifestação na quinta-feira (6/2), no centro da capital fluminense.

A identidade de Caio Silva de Souza, de 23 anos, foi confirmada pelo tatuador Fábio Raposo, que já está preso, e confessou ter repassado o explosivo. A polícia divulgou nesta terça-feira (11/2) uma foto de Caio. A dupla será indiciada por homicídio qualificado e explosão e poderá pegar mais de 35 anos de prisão, caso condenada.

Leia mais notícias em Brasil

Santiago Andrade fazia a cobertura da manifestação quando foi atingido por uma rojão, deixado no chão por manifestantes em frente à Central do Brasil. Ele chegou a ficar internado no Hospital Souza Aguiar, mas teve morte cerebral. A família autorizou a doação dos órgãos. O velório e a cremação do corpo do cinegrafista ocorrerão na quinta-feira (13/2), no Cemitério do Caju, zona norte.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Fernando Vidal
Acho que é total irresponsabilidade dos órgãos de comunicação enviar pessoas sem qualquer tipo de proteção para cobrir esta "guerra urbana". Vemos que em guerras os repórteres usam capacete e colete a prova de balas. Não estou com isto livrando a culpa do autor do crime. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas