Brasil
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Suspeito de lançar rojão que matou cinegrafista trabalha em hospital Ele é contratado de uma empresa terceirizada que presta serviços no local

Michelle Macedo

Publicação: 11/02/2014 20:45 Atualização: 11/02/2014 20:48

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Caio Silva de Souza, 23 anos, suspeito de ter acendido o rojão que tirou a vida do cinegrafista da TV Bandeirantes, Santiago Andrade na última segunda-feira (10/2), trabalha no Hospital Estadual Rocha Faria, em Campo Grande. O cargo do jovem é de auxiliar de serviços gerais.

Ele é contratado de uma empresa terceirizada que presta serviços ao hospital. Policiais fizeram buscas no local e na residência do rapaz, em Nilópolis, nesta terça-feira (11/2), mas Caio não foi encontrado. O mandado de prisão temporária foi expedido na segunda-feira, pela Justiça do Rio de Janeiro.

O suspeito tem quatro passagens pela polícia. Duas relacionadas à participação em protestos e as outras por tráfico de drogas.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: francisco de assis silva
Foi uma fatalidade, o rapaz não pode ser tratado como um bandido. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas