Brasil
  • (4) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Jovem suspeito de matar cinegrafista admite ter acendido rojão Disse ainda que teve receio de ser assassinado, mas não especificou por quem

Michelle Macedo

Publicação: 12/02/2014 14:36 Atualização: 12/02/2014 17:26

Caio Silva de Souza contou em entrevista à TV Globo que acendeu o rojão que atingiu e matou o cinegrafista Santiago Andrade. Ele deu a declaração logo após a prisão em Feira de Santana (BA) nesta quarta-feira (12/2). Em voz baixa, ele assumiu o crime para a jornalista da emissora.

Disse ainda que teve receio de ser assassinado, mas não especificou por quem, limitou-se a dizer “pessoas envolvidas nas manifestações”. O suspeito negou o conhecimento de que o artefato se tratava de um rojão. A polícia ele não quis falar sobre o assunto e deve se pronunciar apenas em juízo.

Na entrevista coletiva, o delegado Maurício Luciano de Almeida e Silva contou que o advogado Jonas Tadeu, que representa Caio, o convenceu a desistir da fuga e se hospedar em um hotel em Feira de Santana para que a polícia pudesse localizá-lo.

Encaminhado ao Rio de Janeiro, o suspeito passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal e segiu para o presídio José Frederico Marques, no Complexo de Gericinó, em Bangu. Ele foi indiciado pelos crimes de homicídio doloso qualificado, por uso de explosivo e explosão em via pública. Se for condenado, a pena pode ultrapassar 30 anos de prisão.

*Com informações da Agência Brasil
Tags:

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: Branca Costa
tudo fruto de armação. Querem que o povo acredite que é necessário criar um estado de exceção além de intimidá-los. São estrategistas covardes. | Denuncie |

Autor: LUIZ SILVA
Quando ele acendeu o rojão ele assumiu todo o risco, que pegue uma cana bem longa. | Denuncie |

Autor: Richardson Krieger
Coitadinho, porque pessoas ligadas a manifestação ia querer fazer maldade com ele. São todos tão bonzinhos. Se hospedou para a polícia localizá-lo. Estava era escondido. Se quisesse tinha se apresentado com advogado. País sem lei é assim que funciona, faz e banca de vítima. | Denuncie |

Autor: Richardson Krieger
Já, já esta solto. País sem lei é assim que funciona, quem foi morto é quem fica no prejuízo juntamente com a família. Legislativo não cumpre seu dever de votar lei descentes. Então a população tem que ouvir esses criminosos com desculpas "ah, eu não sabia que era um rochão". | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas