Brasil
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Acusado de acender rojão que matou cinegrafista coloca a culpa no amigo Os dois acusados pela morte de Santiago estão presos no complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro

Publicação: 13/02/2014 18:55 Atualização: 13/02/2014 19:08

Em depoimento nesta quinta-feira (13/2), Caio Silva de Souza disse que foi Fábio Raposo o responsável por acender o rojão que tirou a vida do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade. As informações são do jornal Extra, que teve acesso ao documento. No dia da prisão, na Bahia, Caio confessou a repórter da TV Globo que ele teria acendido o artefato.

O advogado da dupla, Jonas Tadeu Nunes não acompanhou o depoimento, mas afirmou que deixará o caso se os clientes divergirem nas versões do crime. Para Nunes, os dois agiram juntos e devem responder juntos ao processo.

Os dois acusados pela morte de Santiago estão presos no complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: LUIZ SILVA
Agora todos são anjinhos. Prisão para eles é pouco. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas