Brasil
  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Decisão de reajustar bolsa de profissionais cubanos é criticada por médicos "Se (o governo) paga R$ 10 mil para um, deveria pagar para o outro também. Não tem avanço nesse reajuste", argumenta o presidente da AMB

Grasielle Castro - Correio Braziliense

Publicação: 15/02/2014 08:00 Atualização: 15/02/2014 09:32

 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)


A decisão do governo brasileiro de reajustar o valor da bolsa paga aos médicos cubanos foi classificada como inócua pelas entidades de classe. Para representantes da Associação Médica Brasileira (AMB) e do Conselho Federal de Medicina (CFM), não há explicação para não equiparar os valores. “Se (o governo) paga R$ 10 mil para um, deveria pagar para o outro também. Não tem avanço nesse reajuste”, argumenta o presidente da AMB, Florentino Cardoso. Para o vice-presidente do CFM, Carlos Vital, essa é mais uma incoerência do programa. “Não é aumentar um pouquinho o pagamento que resolve, (o programa) continua sem isonomia”, alerta.

Conforme o Correio informou ontem, os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo; da Saúde, Arthur Chioro; e da Casa Civil, Aloizio Mercadante; elaboraram uma proposta para reajustar em 100% o valor que os profissionais da ilha caribenha recebem por meio do convênio com a Opas. O repasse de US$ 400 (R$ 950) que os cubanos recebem deverá ficar entre R$ 2,5 mil e R$ 4 mil. A proposta foi discutida na segunda-feira, mas continua parada na Casa Civil. O governo brasileiro aposta na boa relação com a Opas, que ainda não foi informada da decisão, para mediar mudança do convênio.

Leia mais notícias de Brasil

Ontem, em Manaus, a presidente Dilma Rousseff minimizou os problemas do programa. Ela disse que o Mais Médicos é um sucesso e evitou falar dos desertores. “Esse é um programa do meu coração, que eu cuido todo dia. Óbvio que você tem, sempre vai ter, um problema aqui e outro ali, e você tem que resolver”, justificou.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: José A. S. Neto
Sugiro que os governos, de todas as instâncias, saquem fora das atividades gerenciais todos as pessoas não qualificadas para tal, PRINCIPALMENTE OS MÉDICOS QUE NÃO FORAM TREINADOS PARA ISSO ! Eles não conseguem gerenciar nem um ESTOQUE DE FARMÁCIA ! ! ! Deveriam respeitar a profissão dos outros !! | Denuncie |

Autor: Maria do Socorro Fernandes
Agora, o governo amigo de ditaduras assumiu para o Brasil inteiro, que de fato há trabalho escravo de médicos cubanos! Precisam de prova maior que essa? Uma boa diarista em Brasília, recebe 100,00 por dia, e cerca de 2.200,00 líquidos ao mês! Melhor ser diarista que médica cubana no Brasil! | Denuncie |

Autor: Oliver Saul
Tava na cara que este programa com estrangeiros era um tiro no pé e mais uma forma do PT conseguir um Caixa 2 ! Podem ter certeza que parte do dinheiro que vai pra Cuba volta por baixo do pano para o PT! Cabe investigação! E ela, DILMA, NÃO SABE DE NADA! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas