Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Justiça do Rio começa a julgar PMs acusados de matar Amarildo Ao todo, 29 testemunhas e os 25 réus devem ser ouvidos nesta primeira audiência de instrução e julgamento

Publicação: 20/02/2014 09:48 Atualização: 20/02/2014 10:21

Durante o dia dos pais do ano passado, esposa, filhos e familiares do pedreiro Amarildo participam de ato de solidariedade organizado por diversas instituições da sociedade civil  (Tânia Rêgo/ABr)
Durante o dia dos pais do ano passado, esposa, filhos e familiares do pedreiro Amarildo participam de ato de solidariedade organizado por diversas instituições da sociedade civil


A primeira audiência de instrução e julgamento de um major e outros 24 policiais militares acusados de envolvimento no sumiço do pedreiro Amarildo Dias Souza, de 43 anos, está marcada para ocorrer a partir das 14 horas desta quinta-feira (20/2), no Rio de Janeiro.

Ao todo, 29 pessoas foram convocadas como testemunhas do caso - nove de acusação e 20 de defesa. Os réus serão ouvidos depois do depoimento de todas das testemunhas. Entre os acusados, quatro respondem por tortura seguida de morte, oito por omissão, 17 por ocultação de cadáver, quatro por fraude processual e 13 por formação de quadrilha.

Leia mais notícias em Brasil

Amarildo desapareceu na noite de 14 de julho do ano passado, quando foi levado de casa, na Favela da Rocinha, para a sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade. Os réus não confessaram o crime e o corpo da vítima nunca foi encontrado.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas