Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Marchinhas de carnaval marcam ação de prevenção em trens do Rio Trem da Prevenção é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde e da Defesa Civil, em parceria com a SuperVia, concessionária responsável pelo sistema de trens do Rio

Agência Brasil

Publicação: 26/02/2014 15:34 Atualização:

O combate à dengue e a prevenção da Aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) foram tema de marchinhas de carnaval nesta quarta-feira (26/2) nos trens que circulam na capital fluminense. O Trem da Prevenção é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde e da Defesa Civil, em parceria com a SuperVia, concessionária responsável pelo sistema de trens do Rio, que se repete desde 2010 na época do carnaval e em períodos de grande incidência de casos de dengue na cidade.

Agentes comunitários, educadores, agentes de vigilância em saúde, atores e músicos da Comlurb e do grupo Pela Vida percorrem as estações de trem – do Engenho de Dentro à Central do Brasil – tocando, cantando, dançando e informando, com panfletos sobre a prevenção da dengue e das DSTs.

Vestida de mosquito da dengue, a agente de vigilância em saúde Rosângela Araújo, integrante do grupo de teatro de fantoches A Turma do Juninho Contra a Dengue, estava entre os que dançavam e distribuiam panfletos nas estações de trem. “Quando chegamos com música, a canção fica na cabeça das pessoas, que levam as questões do combate à dengue para casa, para os filhos”, disse ela.

Leia mais notícias em Brasil

Integrante do Grupo Pela Vidda, a drag queen Karina Karão, que trabalha pela valorização, integração e dignidade dos portadores de aids, era uma das mais animadas do bloco. “Ei, você aí, é bom se prevenir, é bom se prevenir”, cantava Karina, enquanto entregava camisinhas a passageiros em um dos vagões na altura de São Cristóvão, zona norte do Rio. Ela já havia participado do Trem da Prevenção em 2012. “No ano passado, não consegui folga, mas hoje pedi e estou aqui, pois participar deste evento maravilhoso. A gente brinca, se diverte e aproveita tudo isso para ajudar as pessoas a se prevenir e a lutar por um Rio sem homofobia.”

Cida Santos, que pegou o trem com a amiga Rose de Souza para fazer compras no centro da cidade, entusiasmou-se com a música. “Bota camisinha, bota, meu amor, hoje está chovendo, não vai fazer calor. E olha a camisinha”, ressaltou Cida, mostrando um dos preservativos que ganhou. “É uma iniciativa é muito legal. Propaganda com alegria, é assim que deve ser”, disse ela.

A fisioterapeuta Gleide Dutra explicou que raramente pega o trem para ir de casa, no Engenho de Dentro, para o trabalho, no centro, e que o bloco da prevenção foi uma boa surpresa. “A gente já começa bem o dia, feliz. Eu estava estressada e agora, não. Foi bom, pois descontraiu. E essa coisa lúdica acaba envolvendo as pessoas na campanha”, acrescentou Gleide.

Os preservativos e o material com informações e orientação sobre as doenças foram distribuídos também nas estações Central do Brasil, de Madureira e Bonsucesso e do Engenho de Dentro.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas