Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polícia Civil de SP prende suspeito de ser o serial killer do Brás De acordo com informações da Polícia Civil, em todos os casos, homens foram atacados de madrugada e com golpes de faca

Ana Pompeu

Publicação: 07/03/2014 08:44 Atualização:

Testemunha mostra à polícia a carteira de trabalho da travesti Rose Maria (Alice Vergueiro/Futura Press)
Testemunha mostra à polícia a carteira de trabalho da travesti Rose Maria


A Polícia Civil de São Paulo prendeu, na noite de quarta-feira (5/3), o principal suspeito de matar pelo menos duas pessoas. Os investigadores acreditam que ele seja o autor de outros assassinatos, registrados em menos de duas semanas, no Brás, região central de São Paulo. Identificado como A.I.S, de 19 anos, o suspeito foi encontrado em uma casa na Rua Conselheiro Belisário, no bairro.

As vítimas do assassino não têm, em princípio, relação entre si, mas os homicídios têm características semelhantes. De acordo com informações da Polícia Civil, em todos os casos, homens foram atacados de madrugada e com golpes de faca. O suspeito detido é pernambucano e, segundo investigadores, trabalha em uma loja do bairro. Ele passou a noite prestando depoimento no Departamento de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP).

O jovem detido é suspeito de matar o saxofonista Aislan Dantas, 35 anos, em 23 de fevereiro, e Rose Maria, 32, no domingo de carnaval. Rose era travesti e amigos suspeitam de homofobia. No mesmo dia do ataque ao músico, o vendedor Walter Rodrigues Torres, 46, foi achado ferido na Rua Joaquim Nabuco. A vítima foi socorrida e morreu no hospital. A outra morte foi registrada em 28 de fevereiro. Um homem, que seria morador de rua e aparentava cerca de 50 anos, foi agredido na Rua Coronel Trancoso, enquanto dormia em um beco.

Leia mais notícias em Brasil

Rose foi atacada no mesmo local onde o suspeito foi encontrado pela polícia. No dia do crime, a câmera do circuito de segurança de um prédio próximo registrou o assassinato. As imagens mostram duas pessoas atrás de uma caçamba de entulho na madrugada de domingo. Os dois lutam e Rose Maria leva os primeiros golpes de faca. A câmera registrou a vítima correndo, perseguida pelo criminoso, até levar os últimos golpes.

Na casa do suspeito, os agentes encontraram um boné, uma camiseta preta e duas facas. Nas imagens registradas no momento do ataque à Rose Maria, o autor do assassinato aparece com roupas semelhantes. O jovem negou a autoria dos ataques. Também foram encontrados com ele muitos CDSe e DVDs piratas. Todos os objetos devem ser periciados. A polícia já investigava o rapaz, também suspeito de participar de roubos e de tráficar drogas, quando recebeu uma denúncia anônima que o levou até ele.

4
Número de mortes no Brás que podem ter ligação com o assassino serial

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas