Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Anvisa suspende venda de lotes de Hidróxido de Alumínio, da Alumimax A suspensão foi tomada depois de resultado de laudos, que presentaram resultados insatisfatórios nos ensaios de aspecto e grau de acidez

Agência Brasil

Publicação: 07/03/2014 10:17 Atualização:

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada nesta sexta-feira (7/3) no Diário Oficial da União suspende a distribuição, o comércio e o uso dos lotes 3177 (Fab. 03/2012 Val. 03/2014), 3207 (Fab.07/2012 Val. 07/2014) e 3216 (Fab. 08/2012 Val. 08/2014) do medicamento Hidróxido de Alumínio 60mg/mL - marca Alumimax, fabricados pela empresa Natulab Laboratório S.A.

De acordo com o texto, laudos emitidos pelo Instituto Adolfo Lutz apresentaram resultados insatisfatórios nos ensaios de aspecto e grau de acidez. A Anvisa determinou ainda que a empresa fabricante promova o recolhimento de todo o estoque existente em mercado referente aos lotes citados.

Leia mais notícias em Brasil

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas