Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Defesa Civil interdita museu de Porto Velho por causa de enchente O objetivo é evitar que os visitantes adoeçam por causa do contato com a água suja

Publicação: 19/03/2014 08:39 Atualização:

O Rio Madeira subiu mais 5 cm até ontem e agravou a situação da enchente em Porto Velho. Como as águas chegaram ao museu da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, um dos locais mais visitados da capital de Rondônia, a Defesa Civil determinou a interdição ao público da área do museu.

O objetivo é evitar que os visitantes adoeçam por causa do contato com a água suja. Peças de valor histórico, como locomotivas, vagões e maquinário usado na ferrovia, estão parcialmente submersos. O nível do Madeira se mantém acima de 19 metros.

Leia mais notícias em Brasil

Na região metropolitana de Porto Velho, o número de famílias afetadas chegou ontem a 2.558. Também é grave a situação de Guajará-Mirim, na fronteira com a Bolívia. O nível do Rio Mamoré continua subindo e mais de 400 famílias tiveram que ser removidas.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas