Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Governo federal autoriza Acre a importar combustível do Peru Previsão é que, no início da noite de sexta-feira, uma balsa com mais 600 mil litros chegue a Boca do Acre

Agência Brasil

Publicação: 27/03/2014 16:01 Atualização:

Rio Acre registrou nesta quarta-feira que está abaixo da cota de alerta. Famílias que estavam em abrigos públicos começaram a voltar para casa há uma semana. (Sergio Vale/Divulgação Secom Acre/Agência Brasil)
Rio Acre registrou nesta quarta-feira que está abaixo da cota de alerta. Famílias que estavam em abrigos públicos começaram a voltar para casa há uma semana.

Para ajudar no abastecimento do Acre, o governador Tião Viana informou nesta quinta-feira (27/3) que o estado foi autorizado a comprar combustível no Peru pelo governo federal. Ele disse que pediu autorização para importar 2 milhões de litros de combustíveis. O estado está isolado do restante do país, por via terrestre, devido à cheia do Rio Madeira que interditou alguns trechos da BR-364, que liga o Acre a Rondônia. Viana alertou que a situação de crise deve se estender por mais 30 dias.

Nesta quinta-feira, mais 350 mil litros de combustível serão entregues em Rio Branco. A previsão é que, no início da noite de sexta-feira (28/3), uma balsa com mais 600 mil litros chegue a Boca do Acre. Ontem, os postos de gasolina de Rio Branco receberam 450 mil litros de combustível, enquanto o normal é 330 mil litros por dia. Atraso provocado pela dificuldade de navegação e por problemas de logística causou desabastecimento nos postos da capital. As pessoas enfrentaram longas filas.

O governador alertou que algumas pessoas estão esvaziando o tanque para abastecer novamente e armazenar combustível, medida que não é necessária, segundo ele. O Procon estadual alerta que armazenar combustível ilegalmente é crime ambiental e expõe a população a riscos.

Leia mais notícias em Brasil

Outra situação grave é o abastecimento de produtos, pois trechos da BR-364 estão fechados há uma semana. O estado continua importando bens procedentes do Peru. Na tarde de ontem, chegou em Rio Branco uma carreta com 29 mil quilos de frutas, que foram distribuídas aos supermercados. Na próxima terça-feira (1º), três carretas, com 125 toneladas de verduras, devem chegar ao estado. A importação é possível devido à resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres, que autoriza empresas acrianas a fazer o transporte de mercadorias peruanas por 90 dias.

Aeronaves comerciais e da Força Aérea Brasileira (FAB) também estão levando para o Acre alimentos e remédios. Ontem, um voo da FAB desembarcou na capital com 12 toneladas de medicamentos. Na manhã de hoje, chegaram dois voos, um da FAB e um fretado, com 12 toneladas e 21 toneladas, respectivamente, de produtos hortifrutigranjeiros, com destino às cidades de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

O Rio Acre, em Rio Branco, está em vazante e, na manhã de hoje, registrou 12,44 metros, abaixo da cota de alerta de 13,50 metros. As famílias que estavam em abrigos públicos começaram a voltar para casa há uma semana.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas