Brasil
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dilma apoia a criadora da campanha #NãoMereçoSerEstuprada pelo twitter "O governo e a lei estão do lado de @nanaqueiroz e das mulheres ameaçadas ou vítimas de violência #respeiteasmulheres", escreveu Dilma

Publicação: 31/03/2014 15:24 Atualização:

 (Twitter/Reprodução)


A presidente Dilma Rousseff apoiou a bandeira levantada pela jornalista Nana Queiroz, de 28 anos, a campanha #NãoMereçoSerEstuprada. "O governo e a lei estão do lado de @nanaqueiroz e das mulheres ameaçadas ou vítimas de violência #respeiteasmulheres", escreveu Dilma na canto oficial do twitter.

Nana foi a primeira de muitas pessoas a postar fotos nas redes sociais demonstrando indignação após a divulgação de uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apontando que 65,1% da população concorda total ou parcialmente que "mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas".

Após o lançamento da campanha, a jornalista passou a ser perseguida e ameaçada na internet. Ela prestou queixa na Delegacia da Mulher após receber fotos de agressorres com cartazes como "#eu já estuprei e estupro de novo".

"Por ter se manifestado nas redes contra a cultura de violência contra a mulher, a jornalista foi ameaçada de estupro", escreveu a presidente, que declarou apoio e solidariedade a organizadora do protesto.

Foto da organizadora da campanha (Facebook/Reprodução)
Foto da organizadora da campanha


Alerta
Os organizadores estão orientando os usuários a copiar os posts com agressões e ameaças para facilitar o envio à Delegacia da Mulher. "Mesmo que o perfil seja falso, os investigadores conseguem rastrear o ID da pessoa e podem prendê-la em seguida por incitação ao estupro, que é crime no Brasil. Se esse protesto servir para colocar um bando de estupradores potenciais atrás das grades, já somos vitoriosas", alerta a campanha.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: denise santana
Agora a minha campanha é: #nãomereçoserenganadapeloipea | Denuncie |

Autor: Joana Nunes
Essa eclosão é útil, assim vemos o quanto o povo brasileiro é machista, tão machista que chega a misógino, a ponto de se incitar crime hediondo a quem defende o respeito a as liberdades de expressão. Isso mesmo. Chega de ódio às mulheres neste país. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas