Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Temporal transborda córregos, alaga aeroporto e provoca o caos em BH Enxurrada arrastou carros e a água invadiu casas e comércios. Pelo menos outros três pontos da cidade ficaram alagados

Clarice Souza -

João Henrique do Vale - Estado de Minas

Lucas Rage - Estado de Minas

Marcelo Ernesto - x

Thiago Lemos - Estado de Minas

Publicação: 02/04/2014 22:35 Atualização:

Chuva alaga aeroporto da Pampulha (Reprodução/Whatsapp)
Chuva alaga aeroporto da Pampulha
A chuva que caiu nesta quarta-feira em Belo Horizontes e região metropolitana já causa transtornos para moradores. Vários pontos da cidade estão alagados por causa de córregos que transbordaram. Carros foram arrastados pela enxurrada, mas ainda não há informações sobre feridos. O Aeroporto da Pampulha também alagou. Foram registrados acidentes e o trânsito é lento na capital mineira. Além dos transtornos, o temporal pode ter feito ainda uma vítima. No início da noite, Bombeiros fizeram buscas por um homem que teria sido arrastado pela correnteza do Córrego do Onça, no Bairro Ribeiro de Abreu, na Região Nordeste da capital, mas ele não foi encontrado.

A chuva começou por volta das 17h. A situação mais complicada é na Avenida Bernardo Vasconcelos. O Córrego Cachoeirinha transbordou e arrastou veículos no Bairro Ipiranga, na Região Nordeste de Belo Horizonte. O Corpo de Bombeiros foi acionado e não soube precisar se havia pessoas dentro dos carros.

Vários comerciantes e moradores tiveram prejuízos. “A água começou a subir às 17h25 e chegou a avançar uns 50 centímetros para dentro da minha loja. Ainda está alagando toda a pista e o canteiro, não passa nada. Como isso já aconteceu outras vezes, guardei todo o material nos fundos, para evitar prejuízos”, relata o proprietário de uma loja de ar-condicionado automotivo, Ronaldo Francisco Campos.

 (Reprodução/Whatsapp)


“A situação ficou feia por aqui. A água chegou a subir um metro e quebrou várias chapas de mármore e granito que tinha aqui, um prejuízo de pelo menos R$ 25 mil”, afirma o empresário Lourival Augusto Soares, proprietário de uma marmoraria na avenida. “Todo ano é a mesma coisa. A gente vê o tempo fechar e já corre para a porta da loja para vigiar o leito do rio”, diz Lourival, que diz ter visto pelo menos três carros sendo arrastados pela enxurrada no fim da tarde desta quarta-feira.

 (Reprodução/Whatsapp)


Aeroporto
No Aeroporto Carlos Drummond de Andrade, na Pampulha, a água invadiu o saguão do terminal, o que causou transtornos. Por meio do twitter, o internauta Victor Marcondes contou a situação. “Chuva forte em BH. Acabamos de ser removidos para o segundo piso do aeroporto da Pampulha por, literalmente, alagamento do aeroporto!!!”, disse.

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) já havia emitido um alerta para a possibilidade de chuva forte nesta quarta-feira. O aviso vale até a 0h de quinta-feira. A previsão é de pancadas de chuva com acumulado de 20 a 30 milímetros de água.

 (Reprodução/Whatsapp)


Queda de árvores e acidentes
O Corpo de Bombeiros registrou duas quedas de árvores devido a forte chuva que atingiu a capital. Uma das plantas caiu em um carro na Rua São Marcos, Bairro Sagrada Família, Região Leste de Belo Horizonte, e outra na Rua Oeste, Bairro Prado. Militares foram deslocados aos locais para retirar os troncos e os galhos que ficaram espalhados pela rua. Nos dois casos, ninguém ficou ferido.

Na Avenida do Contorno, próximo ao Viaduto Leste, uma mulher ficou ferida após um acidente envolvendo uma motocicleta. Ela estava na garupa do veículo, quando o condutor se desequilibrou com a forte correnteza que estava na via. De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a vítima foi encaminhada para o Hospital João XXIII consciente, mas se queixando de dores no fêmur esquerdo. A BHTrans informou que o trânsito é intenso na região.

 (Reprodução/Whatsapp)


Até às 19h, o Corpo de Bombeiros informou que recebeu 26 chamados referentes a inundações de vias e residências, 11 situações de pessoas ilhadas, nove árvores caídas em vias públicas. A coporação informou ainda que também por volta das 19h iniciou buscas visuais no Córrego do Onça após receber chamado de que um homem foi visto sendo arrastado pelas águas. Testemunha alegou ter visto a vítima descendo o córrego perto da Escola Estadual Bolívar Tinoco Mineiro. O trabalho de resgate foi suspenso pouco antes das 21h por conta da baixa iluminação e será retomado na manhã desta quinta-feira.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas