Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Após morte de jovem, moradores do Pavão-Pavãozinho, no Rio, fazem protesto O corpo foi encontrado dentro de uma escola municipal da comunidade

Publicação: 22/04/2014 19:00 Atualização: 22/04/2014 22:46


Moradores do Pavão-Pavãozinho fizeram um protesto na noite desta terça-feira (22/4) após a morte do dançarino Douglas Rafael Da Silva Pereira


Moradores do Pavão-Pavãozinho fazem um protesto na noite desta terça-feira (22/4) em Copacabana - zona sul do Rio de Janeiro -, após a morte do dançarino Douglas Rafael Da Silva Pereira, 25 anos, conhecido como DG. Segundo a ONG Justiça Global e a Rede de Comunidades e Movimentos Contra a Violência, denúncias de moradores da comunidade acusam os policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da região. Douglas fazia parte do balé do programa Esquenta, da Rede Globo.
 

Os manifestantes atearam fogo a objetos, fazendo barricadas em alguns pontos das vias. A Avenida Nossa Senhora de Copacabana e as ruas Barata Ribeiro e Pompeu Loureiro, em Copacabana, estão interditadas na altura da comunidade do Pavão-Pavãozinho.  A estação do metrô na Rua Sá Ferreira, nas proximidades da favela, foi fechada.


No Facebook, Douglas postou uma foto com a apresentadora Regina Case (Facebook/Reprodução)
No Facebook, Douglas postou uma foto com a apresentadora Regina Case

Várias viaturas da polícia foram encaminhadas ao Túnel Sá Freire Alvim e Avenida Nossa Senhora de Copacabana, que foi interditado devido a manifestação. Segundo a imprensa local, os moradores disseram ter ouvido tiros na região.

Leia mais notícias em Brasil

 

O Comando de Polícia Pacificadora (CPP), informou que o corpo de um jovem foi encontrado dentro de uma escola municipal da comunidade. Até o momento, a polícia não confirmou o nome da pessoa encontrada morta. No entanto, a ex-mulher do dançarino, Larissa de Lima Ignato, foi até o Instituto Médico-Legal (IML) para fazer o reconhecimento do corpo. A assessoria de imprensa da emissora confirmou que o dançarino e morador da comunidade morreu.

A  assessoria de imprensa do Comando de Polícia Pacificadora informou que a polícia foi chamada por moradores para retirar um corpo encontrado dentro da escola, que não tinha sinais de bala.

(Com informações da Agência Brasil)

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas