Brasil
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polícia sustenta que pai participou do assassinato de Bernardo A madrasta é a principal suspeita de matar o garoto

Publicação: 23/04/2014 06:00 Atualização: 23/04/2014 14:31

Na escola de Bernardo, estudantes colaram cartazes cobrando justiça (Carlos Macedo/Agênicia O Globo)
Na escola de Bernardo, estudantes colaram cartazes cobrando justiça


A polícia do Rio Grande do Sul voltou a sustentar que o pai de Bernardo Boldrini, o médico Leandro Boldrini, está envolvido no assassinato do menino. O menino, de 11 anos, foi encontrado morto no dia 14, na área rural de Frederico Westphalen (RS). De acordo com Caroline Bamberg, delegada de Três Passos, onde Bernardo morava com o pai e com a madrasta, Graciele Uglione, há provas que sustentam a participação de Leandro. “Eu tenho a convicção de algum tipo de participação dele. Agora, não vou dizer qual por enquanto porque ainda faltam alguns elementos a serem levantados”, disse a delegada, em entrevista coletiva concedida ontem.

Segundo ela, ainda há elementos a serem investigados e é necessário “individualizar a conduta de cada um no crime”. Por isso, o inquérito não foi concluído. “Enquanto não soubermos o que realmente aconteceu e todos os passos do crime, não descarto nenhuma possibilidade", alegou Caroline. Leandro, Graciele e a assistente social Edelvania Wirganovicz, amiga da madrasta, estão presos preventivamente desde o dia 14.

A delegada disse que a madrasta do garoto já prestou depoimento à polícia e que se manteve calma, sem chorar. Graciele é a principal suspeita de matar Bernardo. Segundo o jornal Zero Hora, que teve acesso ao depoimento, Edelvânia garante que Graciele planejou a morte do enteado havia “um tempo” e que ela havia prometido quitar uma dívida imobiliária de R$ 96 mil da assistente social para que a amiga a ajudasse.

De acordo com a assistente social, no dia 4 de abril, quando Bernardo desapareceu, ela e Graciele disseram ao menino que o levariam para uma consulta “com uma benzedeira” e, no caminho, a madrasta dopou a criança e aplicou nela uma injeção letal. Edelvânia não tinha certeza se Bernardo estava morto quando foi enterrado. Gracielli, segundo a amiga, havia garantido que Leandro nada saberia do crime, mas que ficaria aliviado, porque Bernardo era visto pelo casal como um “incômodo”.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: aparecida gomes
Quem saiu lucrando foi a filha do casal que com certeza será criada por alguém melhor que seus pais. Pai que é pai não permite uma barbárie como a que acometeu o Bernardo, menino indefeso, só cabe uma classificação para esses assassinos são monstros, monstros e monstros, esse trio causa asco. | Denuncie |

Autor: aparecida gomes
Tudo isso por causa de dinheiro, o menino herdaria a parte que caberia a sua mãe, será que primeiro mataram a mãe e agora o seu herdeiro. Quanta barbárie, ninguém leva nada daqui. Espero sinceramente que esse trio pague com muitos anos de cadeia, eles são uns monstros, dificil | Denuncie |

Autor: Katia Gama de Souza
essa justiça é assim mesmo, eu também passei por um processo assim, eles simplismente ignoraram e ainda coloram a culpa de não dar certo com a madrasta em nós na época" crianças"... | Denuncie |

Autor: Katia Gama de Souza
Caramba, se o menino era um incômodo, porque não deixou ele viver com a avó? | Denuncie |

Autor: Wesley Alves
Um filho de sangue ser um incômodo; que irônico. Por isso que defendo a Paternidade socioafetiva, inclusive, nas relações genética. O único erro deste menino foi amar quem o desprezava, mas Cristo também fez o mesmo; agora, o que me incomoda é até quando a justiça vai vedar os olhos p/ a realidade. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas