Brasil
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Campanha pede fim de revista vexatória de mulheres em presídios Pela proposta, as mulheres não precisarão ficar nuas durante a revista, nem poderão ser humilhadas antes de entrar nos presídios

Agência Brasil

Publicação: 23/04/2014 18:39 Atualização:

A Rede Justiça Criminal lançou nesta quarta-feira (23/4), em São Paulo, uma campanha nacional para denunciar a prática da revista vexatória em mulheres que visitam seus parentes nos presídios do país. O objetivo da campanha é sensibilizar o Congresso Nacional para aprovar, urgentemente, o Projeto de Lei 480, de 2013, de autoria da senadora Ana Rita (PT-ES), que pede alteração na Lei de Execução Penal. Pela proposta, as mulheres não precisarão ficar nuas durante a revista, nem poderão ser humilhadas antes de entrar nos presídios.

A revista pessoal das visitantes será feita por meio de equipamentos eletrônicos tais como detectores de metais, aparelhos de raio X ou similares ou até mesmo manualmente, desde que não haja desnudamento da mulher. Caso se suspeite que uma mulher porte objetos, produtos ou substâncias cuja entrada seja proibida no presídio, e a suspeita persista durante a revista manual ou eletrônica, ou a mulher se negue a ser revistada, a visita poderá ser feita no parlatório ou em local que não permita o contato físico entre ela e a pessoa presa.

Leia mais notícias em Brasil

As revistas vexatórias foram implantadas no país para impedir que drogas, armas, chips ou celulares entrem nas prisões. No entanto, uma pesquisa feita pela Rede, com base em dados oficiais fornecidos pela Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo, mostra que, de cada 10 mil visitantes, apenas três carregavam itens proibidos ao entrar nos presídios de São Paulo – e nenhum deles portava armas. “Enquanto isso, a apreensão de objetos ilegais dentro das celas foi quatro vezes superior à volume apreendido com parentes, o que prova que os objetos entram por outros meios, que não os familiares”, diz a Rede.

Segundo a entidade, que engloba oito organizações, a revista de mulheres é “um dos procedimentos mais humilhantes nos presídios brasileiros”, por obrigá-las a se despir completamente, agachar três vezes sobre um espelho, contrair os músculos e usar as mãos para abrir o ânus e a vagina para funcionários do Estado. “Bebês de colo, idosas e mulheres com dificuldade de locomoção, são todas submetidas indiscriminadamente ao mesmo procedimento, muitas vezes sob insultos e ameaças”, diz a entidade.

A Rede Justiça Criminal acrescentou que a revista vexatória, proibida em muitos países, é considerada “mau trato” pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pode até configurar tortura.

A campanha já está no ar no endereço http://www.fimdarevistavexatoria.org.br.

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: Roni Vedovo
Vexatório são o pagamento de "bolsa" para as famílias dos presos, e não das vítimas. Vexatório é o uso de celulares pelo comandantes do crime dentro de prisões. Vexatórios são os DHs defenderem criminosos e não as vítimas que estão por toda a sociedade. | Denuncie |

Autor: Ronaldo Rocha
Sou a favor do fim da humilhação! Porém, detentos não deveriam ter contato físico com visitas. Se vamos copiar os países desenvolvidos, por que não copiar o modelo prisional no qual os detentos recebem visitas separados por vidros e falam somente ao telefone??? | Denuncie |

Autor: ednilson souza
A dignidade das mulheres está acima do desaparelhamento do Estado. Porém, dizer que, em caso de suspeita, ainda ocorreria revista NO PARLATÓRIO (para quem não sabe, o motel da cadeia) é iludir quem nunca viu que espaço sobra, em dia de visita, naquele lugar desumano. | Denuncie |

Autor: ednilson souza
Vão pedir também que o compartimento íntimo deixe de ser usado como bagageiro de drogas e etc.? | Denuncie |

Autor: José Alencar
Mais vexatório é a sociedade assistir a entrada de celulares, armas e drogas nos presídios. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas