Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

STF nega liberdade a líder da greve de policiais e bombeiros na Bahia O líder da greve foi preso no último dia 18, por crimes cometidos na greve da corporação de 2012

Publicação: 24/04/2014 08:29 Atualização:

O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski rejeitou nessa quarta-feira (23/4) habeas corpus para o diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros da Bahia, o vereador soteropolitano Marco Prisco (PSDB), preso desde 18 de abril, no Presídio da Papuda, por crimes cometidos na greve da corporação de 2012.

Lewandowski destacou que a Constituição “veda a greve de militares, uma vez que representa grave ameaça ao próprio regime democrático”.

Leia mais notícias em Brasil

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas