Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Municípios do Rio receberão R$132 milhões em investimentos na área de saúde Para o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, as políticas de saúde devem ser permanentes e habituais

Agência Brasil

Publicação: 12/05/2014 20:41 Atualização:

A área de saúde dos 92 municípios fluminenses vai receber investimentos de R$ 132 milhões, com a finalidade de aumentar a segurança dos pacientes em hospitais, melhorando a qualidade de atendimento à população.

Para o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, as políticas de saúde devem ser permanentes e habituais. “Na minha experiência como prefeito, eu vi o que representa um recurso como este na administração. Às vezes, com pouco dinheiro, as pessoas fazem milagres e conseguem salvar estruturas praticamente esquecidas. Para um posto de saúde funcionar, por exemplo, é preciso investir fortemente”, disse.

As Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) dos hospitais e as salas de estabilização das unidades da região metropolitana do Rio, devido à grande demanda, contarão com mais de R$ 81 milhões para melhorar o serviço prestado. Além desses, o Programa de Financiamento Integrado de Atenção Básica também receberá R$ 51 milhões em investimentos neste ano.

Os recursos serão repassados de forma progressiva. Municípios e hospitais de referência terão que cumprir metas estabelecidas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Nos programas de apoio, serão avaliadas a implantação do Protocolo de Segurança do Paciente e a qualidade da Central de Esterilização e a Humanização do Cuidado. Já para UTI, a secretaria estabeleceu que os ambientes devem ser mais humanizados.

Segundo o secretário de Saúde, Marcos Musafir, o repasse progressivo da verba garante que as ações de melhoria no atendimento ao paciente sejam aprimoradas. “O objetivo do programa é dar apoio aos municípios para que eles, com qualidade, possam atender cada vez mais e melhor a sua população. Isso melhora o cuidado inicial à população e evita que ela fique doente, mantendo as doenças controladas e conseguindo uma qualidade de vida melhor”, explicou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas