Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Governo do Rio descarta risco de prédios serem afetados por obras do metrô O secretário afirmou ser precipitado falar sobre a causa real da cratera nas obras da Linha 4 Sul do metrô

Agência Brasil

Publicação: 12/05/2014 21:40 Atualização:

O secretário da Casa Civil do estado do Rio de Janeiro, Leonardo Espíndola, descartou qualquer risco para os prédios na Rua Barão da Torre, em Ipanema. Os edifícios foram afetados por abalos na madrugada de domingo (11) decorrentes da construção da Linha 4 Sul do metrô da cidade.

"Os moradores podem ficar tranquilos em relação a qualquer risco iminente e há um trailer do consórcio [responsável pela construção] na rua para prestar todos os esclarecimentos aos moradores, qualquer tipo de direcionamento ou contato com as equipes da Defesa Civil do estado e do município, para dar toda tranquilidade à população do nosso estado", disse.

O secretário afirmou ser precipitado falar sobre a causa real da cratera nas obras da Linha 4 Sul do metrô. Os técnicos, informou Espíndola, estão alinhados com a concessionária do metrô para identificar o problema o mais rápido possível. "A principal notícia que a gente precisa dar, neste momento, é que a população fique absolutamente tranquila. Os edifícios estão íntegros. As edificações não foram abaladas. As fundações estão perfeitas; e todas as estruturas, mantidas adequadamente", comentou.

Espíndola disse que o plano de contingência funcionou de forma adequada e que a região dos abalos está monitorada desde a madrugada de domingo. Segundo ele, somente as escavações estão paralisadas. Técnicos avaliarão, durante a semana, o melhor momento para retormar os trabalhos. As obras nas estações, no setor oeste, prosseguem normalmente, com compromisso de entrega até o primeiro semestre de 2016.

O representante do Consórcio Linha 4, Aloísio Coutinho, explicou que as escavações passam por monitoramento constante. Segundo ele, assim que o afundamento das calçadas foi detectado, durante a madrugada, o plano de contingência foi acionado, e as avaliações começaram logo nas primeiras horas de domingo. Ele destacou que o afundamento foi primeiramente corrigido com a injeção de concreto, para evitar problemas aos pedestres.

Coutinho reiterou que os técnicos avaliaram as estruturas dos prédios próximos e não encontraram nenhum problema. " Todas as estruturas estão íntegras. Nossos técnicos estão avaliando a região para saber, com o máximo de urgência, as causas do acidente", destacou. Ele prometeu fazer intervenções adicionais caso seja necessário.

Os serviços de água e gás que ficaram interrompidos durante a madrugada e todo o dia na Rua Barão da Torre podem ser restabelecidos nas próximas horas. Técnicos das duas concessionárias de serviços públicos trabalham para que a situação seja normalizada até o final da noite de hoje (12).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas