Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Greve em PE termina com saldo de 234 detidos e mais de 200 lojas roubadas Polícias e até a Força Nacional foram às ruas ontem para garantir a segurança

Diário de Pernambuco

Publicação: 16/05/2014 09:37 Atualização:

A greve dos policiais militares e bombeiros de Pernambuco chegou ao fim, na noite dessa quinta-feira (15/5), com um rastro de destruição e crimes ocasionais por toda a Região Metropolitana do Recife. Segundo a Polícia Civil, 234 pessoas foram detidas e 102 autuadas em flagrante nas ocorrências registradas após o início da greve.

Rastro de destruição: mais de 200 ataques ao comércio durante a greve (Allan Torres/Esp. DP/DA Press)
Rastro de destruição: mais de 200 ataques ao comércio durante a greve


A Coordenação de Operações e Recursos Especiais (Core), além de todas unidades especializadas e policiais das delegacias, foram para as ruas tentar evitar maiores danos. O trabalho recebeu o apoio da Polícia Rodoviária Federal e, nesta quinta, da Força Nacional, do Exército e da Companhia Independente de Operações na Área de Caatinga (Ciosac), da Polícia Militar.

Leia mais notícias em Brasil

Ao todo, 180 policiais civis e 59 viaturas foram deslocados para as operações. Dentre os delitos registrados: furtos, roubos, perturbação do sossego, porte ilegal de arma de fogo e dano qualificado.

O Sindicato dos Empregados do Comércio do Litoral Norte divulgou um balanço das lojas saqueadas durante a greve dos policiais militares e bombeiros no estado. Segundo a entidade, mais de 200 lojas foram roubadas na Região Metropolitana de Recife.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas