Brasil
  • (17) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Tio de escrivã morta em delegacia manda recado: lá em Pedrinhas ele vai ver A mulher foi esfaqueada no momento em que colhia o depoimento de Francisco Almeida Costa, suspeito de um suposto abuso sexual cometido contra a própria filha

O Imparcial

Publicação: 16/05/2014 14:58 Atualização:

Após matar a escrivã, o homem fugiu, mas foi preso em seguida, próximo a terminal rodoviário  (Facebook/Reprodução)
Após matar a escrivã, o homem fugiu, mas foi preso em seguida, próximo a terminal rodoviário
O tio da escrivã Loane Maranhão da Silva Thé, de 31 anos de idade, assassinada a facadas dentro da Delegacia de Polícia de Caxias, nessa quinta-feira (15/5), o advogado piauiense Nazareno Thé, disse, em entrevista a TV Meio Norte, de Teresina, que irá acompanhar as investigações sobre a morte da sobrinha e que lutará para que o criminoso pague.

"Vou acompanhar de perto toda a investigação e vamos atrás da justiça. Lá em Pedrinhas ele vai ter muito tempo pra pensar, pra refletir no que ele fez, lá ele vai ver", disse Nazareno Thé. O advogado, que é irmão do pai de Loane, disse que a sua família está muito abalada e acrescentou que a escrivã era uma pessoa estudiosa, que estava apenas começando a carreira na Polícia.

O crime
A escrivã Loane Maranhão Silva foi esfaqueada no momento em que colhia o depoimento de Francisco Almeida Costa, suspeito de um suposto abuso sexual cometido contra a própria filha.

Leia mais notícias em Brasil

Uma investigadora, que também estava na delegacia ainda gritou por socorro, enquanto Francisco desferia os golpes. Ao ouvir os gritos da colega, a investigadora entrou na sala e também acabou esfaqueada pelo homem.

A escrivã não resistiu aos ferimentos e morreu em um hospital local. A investigadora recebeu os primeiros socorros e não corre risco de morte. O suspeito foi preso minutos depois, próximo ao Terminal Rodoviário da cidade.

Esta matéria tem: (17) comentários

Autor: augusto lima
Vai demorar muito, talvez, nem estejamos aqui mais, para reverter o quadro deixado pelo PT no país. Falta de respeito ao próximo, desintegração da família, populismo que só gera discórdia nos brasileiros, etc, e isto gerou e não está tendo volta, a violência extrema. Estamos a deriva. | Denuncie |

Autor: odary rodrigues
QUEM IRÁ CORRIGIR ISTO? VOCÊ MESMO QUE PERGUNTOU, VOTANDO E ESCOLHENDO CERTO SEUS REPRESENTANTES, CAPAZES DE CRIAREM LEIS MAIS RIGOROSAS. EU JÁ ESCOLHI O MEU CANDIDATO. NENHUM, VAMOS VOTAR NULO. | Denuncie |

Autor: SIMAO BARBOSA
Aqui no Batalhão onde trabalhamos é uma regra a ser seguida, revista até em vítima de delito antes de entrar na viatura. | Denuncie |

Autor: SIMAO BARBOSA
Sr. José Manoel, eu prefiro errar pra mais e responder por um abuso de autoridade, ao fazer a revista em um depoente, do que tomar uma facada. | Denuncie |

Autor: José Alencar
A Súmula Vinculante n°11, a chamada Súmula das algemas precisa ser cancelada. Há policiais pagando com a vida por não algemar os presos. É cabível uma coisa dessas? | Denuncie |

Autor: fabio fabiobowen
vão colocar culpa agora na escrivã ? No DF é a mesma coisa! Se você for revistar todo intimado a depor, vc vai parar na corregedoria e no MP. O estado (polícia) tem que dar condições de segurança de trabalho, como instalar detector de metal nas portas da delegacia. | Denuncie |

Autor: paulo noe alcantara
LUTO PARA TODA A FAMILIA..CHOREMOS JUNTOS TAMBEM..AGORA NÃO ENTENDO, COMO ESTA NUMA DELEGACIA DESARMADA JUNTO COM A OUTRA AGENTE TAMBEM. O BANDIDO FOGE E NÃO SE DA UM TIRO SÓ NO MEIO DA NUCA, É TRISTE, POLICIA É POLICIA E TEM QUE TER O CUIDADO DE ESTAR SEMPRE ARMADO ATÉ OS DENTES. DEUS ABENÇOE!!! | Denuncie |

Autor: jose manoel mendes
Veja como está a segurança pública: o cara mata uma policial dentro de uma delegacia, fere outra e foge. Só tinha duas mulheres ali e sem armas. O animal não levou um tiro. | Denuncie |

Autor: jose manoel mendes
Não falem besteira, se a escrivã revistasse ou algemasse o suposto autor, amanhã enfrentaria um pesado processo movido pelo MP, outro pelo Direitos Humanos, e outro pela Corregedoria da Policia, por abuso de poder. O risco de ser punida com demissão seria muito grande, é isso ou não? | Denuncie |

Autor: Alexandre Rodrigues
Vitor Machado, não foi só na revista ao acusado que houve displicência. Deixar um sujeito, acusado de estupro, sozinho numa sala com uma mulher e portanto uma faca, é muito pra minha cabeça. Tinha que ter um policial ao lado, acompanhando tudo. Esse tipo de pessoa tem que ficar presa a vida toda. | Denuncie |

Autor: Fernando Vidal
Onde arrumou a faca? Levou, tinha faca "dando sopa" na delegacia? E não o revistaram? Foi falha da polícia e o advogado tio da vítima deve processar também os responsáveis.Onde já se viu ir fazer um depoimento armado, pois é que mais parece, o bandido estava armado. | Denuncie |

Autor: lando Costa
Não cidadão você não está errado, ocorre que policiais também são seres humanos e cometem falhas que muitas vezes lhes custam a vida. Daí nasce o mister do árduo fardo que carregam. | Denuncie |

Autor: EVANDRO COSTA
como a criminalidade esta sendo assustadoramente a polícia não pode dar mole pra mala não, que tipo de treinamento estão dando para os policiais, espero que o sindicatos desses policiais cobra das autoridades cursos, reciclagem para os policiais, lamento muito pela morte da escrivã. | Denuncie |

Autor: EVANDRO COSTA
Como assim esfaqueada dentro de uma delegacia, ninguém revistou este bandido, não é possível que este camarada estava sem algemas e a faca a sua vista. | Denuncie |

Autor: Domingos Jubé
Este País está voltando ao tempo das BARBÁRIES,que irá corrigir isto,hem? | Denuncie |

Autor: Carla Carla
Pior castigo ele não poderia ter: ficar preso no presídio de Pedrinhas...rsrs... | Denuncie |

Autor: Victor Machado
Estou errado ou falhou a delegacia de revistar o acusado antes de colher o depoimento? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas