Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polícia prende grupo que roubou R$ 1 milhão em assaltos a veículos de carga Cinco pessoas foram detidas na Região Central de Minas Gerais. Quadrilha era composta por amigos de infância que moravam em Pedro Leopoldo, na Grande BH

João Henrique do Vale - Estado de Minas

Publicação: 16/05/2014 19:02 Atualização:

Uma quadrilha que praticava crimes na rodovia que liga Prudente de Morais e Sete Lagoas, na Região Central de Minas Gerais, foi desmantelada pela Polícia Civil. O grupo realizou pelo menos quatro roubos a caminhões e carretas em dois meses. Nos assaltos, as vítimas eram amarradas e ameaçadas de morte. O prejuízo causado pelos criminosos foi de aproximadamente R$ 1 milhão. Os criminosos são amigos de infância e moram em Pedro Leopoldo, na Grande BH. De acordo com o delegado Marcos Vinícius Martins, todos eram de classe média e cometiam os crimes para comprar e ostentar artigos de luxo.

As investigações sobre os roubos de veículos de carga começaram no primeiro semestre deste ano, depois que foi detectada maior ocorrência desse tipo de crime. “Somente em dois meses os criminosos cometeram quatro roubos a caminhões e carretas em Prudente de Morais. Os crimes sempre aconteciam na MG-424, que dá acesso à cidade de Sete Lagoas”, explica o delegado Marcos Vinícius.

A quadrilha agia de forma violenta nos assaltos. Os motoristas eram rendidos pelos criminosos, que recebiam a encomenda do veículo e eram amarrados e amordaçados. “Eles saíam em dois carros de Pedro Leopoldo e seguiam para Curvelo pela BR-040. Quando chegavam no “trevão”, faziam o retorno para Belo Horizonte e identificavam o veículo alvo. Os motoristas eram rendidos e levados para um cativeiro. Enquanto isso, outra parte do grupo levava o veículo para outro local”, afirma o delegado.

Leia mais notícias em Brasil

As vítimas, normalmente, eram amarradas em árvores e a todo momento ameaçadas de morte. “Elas ficavam por horas em matas. O grupo só soltava os motoristas durante a madrugada”, disse Martins.

As primeiras prisões dos criminosos aconteceram em abril. Dois dos homens foram flagrados pela Polícia Militar quando tentavam cometer assaltar um motorista. Os outros três integrantes do grupo foram presos em cumprimento de mandado de prisão. Diego Henrique Andrade Silva, Adair Furtado dos Santos, Lelis, Victor Hugo de Almeida, Aberlandio Pereira Rocha e Tiago Daniel Ribeiro, vulgo Duruti estão detidos. Esse último já havia sido preso pela Polícia Federal pelo mesmo tipo de crime, mas respondia em liberdade. O homem apontado como o líder da quadrilha está foragido.

Em depoimento, apenas um dos homens negou o crime. “Eles contam com riqueza de detalhes como os crimes aconteciam. Todos são pessoas de classe média, amigos de infância que moram Pedro Leopoldo. Eles cometiam os crimes por pura ostentação e luxo. O dinheiro era usado para comprar, principalmente, roupas de grife. Cada um ganhava R$ 5 mil”, conta o delegado.

Durante as investigações, a cabine de um caminhão roubado foi encontrada em uma desmanche na Via do Minério e a carroceria de uma carreta estava em outro veículo em Pedro Leopoldo. Todos os presos estão presos no Presídio de Matozinhos.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas