Brasil
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Disque Denúncia quer identificar envolvidos no jogo da Vila Aliança O criminoso procurado estava na partida de futebol na comunidade da Vila Aliança, em Bangu, zona oeste da capital fluminense, no último dia 4

Agência Brasil

Publicação: 19/05/2014 20:13 Atualização:

O Disque Denúncia do Rio de Janeiro está oferecendo R$ 2 mil para quem tiver informações sobre o traficante Cilmar Sales Leite, o Relâmpago. O criminoso estava na partida de futebol na comunidade da Vila Aliança, em Bangu, zona oeste da capital fluminense, no último dia 4, quando o traficante Rafael Alves, conhecido como Peixe, apareceu em um vídeo comemorando a vitória do seu time com rajadas de fuzil para o alto. Relâmpago era o principal segurança do traficante Marcelo Santos das Dores, o Menor P, ex-chefe do tráfico de drogas no Complexo da Maré, que está ocupado desde o início de abril por integrantes das Forças Armadas.

O Disque Denúncia recebeu três ligações desde o último sábado (17), quando o cartaz com a recompensa foi divulgado. Ele também é procurado por tráfico de drogas e participação no caso em que o ex-jogador do Vasco, Bernardo Vieira, foi torturado na Maré, em abril do ano passado. Segundo o coordenador do Disque Denúncia, Zeca Borges, além de Cilmar, o órgão espera que todos os envolvidos no episódio da partida de futebol sejam identificados.

“Vamos tentar identificar cada um deles, mesmo não tendo participado da comemoração com tiros. É importante conseguir chegar a todos os nomes dos traficantes que estavam nesse episódio. Essa recompensa serve para estimular denúncias que levem à prisão dele e para que outros nomes cheguem até nós”, disse Zeca Borges.

Leia mais notícias em Brasil

Uma denúncia feita pelo Whats App, um aplicativo de celular que permite troca de mensagens gratuitamente, levou o Disque Denúncia a outro traficante que estava no torneio. O órgão espera receber maiores informações por meio de denúncias para conseguir chegar ao criminoso identificado como RO da Vila Kennedy, em Bangu. O relato anônimo contou que o traficante trocou de facção quando a comunidade foi ocupada, em março deste ano, para implantação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), que deve ocorrer até o final deste mês.

Desde a última quinta-feira (15), quando foi lançado o cartaz com a nova recompensa de R$ 20 mil para quem der informações que levem à prisão do traficante Rafael Alves, o Peixe, o Disque Denúncia registrou 16 ligações sobre o paradeiro do criminoso. Antes do vídeo ser divulgado, a recompensa oferecida era R$ 1 mil. As denúncias podem ser feitas pelo telefone (21) 2253-1177 e têm o anonimato garantido.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas